Faça Aqui Sua Aposta

SIGA NOSSO BLOG NO TWITTER

CONTATO: narotadasnoticias@hotmail.com
SEJAM BEM VINDO....

domingo, 30 de abril de 2017

Datafolha: Lula cresce, Bolsonaro é 2º , Moro já surge

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) cresceu e aparece no segundo lugar da corrida para a Presidência em 2018, empatado tecnicamente com a ex-senadora Marina Silva (Rede). É o que aponta a primeira pesquisa Datafolha após a divulgação de detalhes da delação da Odebrecht, que atingiu em cheio presidenciáveis tucanos – que veem o prefeito paulistano, João Doria (PSDB), surgir com índices mais competitivos. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), por sua vez, mantém-se na liderança apesar das menções no noticiário recente da Lava Jato.

O Datafolha fez 2.781 entrevistas, em 172 municípios, na quarta (26) e na quinta (27), antes da greve geral de sexta (28). A margem de erro é de dois pontos percentuais.

O deputado Bolsonaro, que tem posições conservadoras e de extrema direita, subiu de 9% para 15% e de 8% para 14% nos dois cenários em que é possível acompanhar a evolução. Nesses e em outros dois com candidatos diversos, Bolsonaro empata com Marina.

Ele é o segundo nome mais lembrado de forma espontânea, com 7%. É menos que os 16% de Lula, mas acima dos 1% dos outros.

Com uma intenção de voto concentrada em jovens instruídos e de maior renda, Bolsonaro se favorece da imagem de "outsider" com baixa rejeição (23%) e do fato de que o Datafolha já registrava em 2014 uma tendência conservadora no eleitorado.

Ele parece ocupar o vácuo deixado por lideranças tradicionais de centro-direita do PSDB, golpeadas na Lava Jato, confirmando a avaliação de que há espaço para candidaturas que se vendam como antipolíticas em 2018.

Aécio: tão rejeitado quanto Lula

O senador Aécio Neves (MG), que terminou em segundo em 2014 e hoje é investigado sob suspeita de corrupção e caixa dois, é o exemplo mais eloquente da crise tucana. É tão rejeitado quanto Lula: não votariam nele 44%, contra 30% no levantamento de dezembro passado. Sua intenção de voto oscilou de 11% para 8%, quando era de 26% no fim de 2015.

Já o governador Geraldo Alckmin (SP) viu sua rejeição pular de 17% para 28%, e sua intenção de voto oscilou para baixo, de 8% para 6%. Até a delação da Odebrecht, em que é suspeito de receber R$ 10,7 milhões em caixa dois, ele passava relativamente ao largo da Lava Jato.

Marina, com "recall" de candidata em 2010 e 2014, registra tendência de queda nos cenários de primeiro turno. Para o segundo turno, ela segue na liderança, mas empata tecnicamente com Lula.

O ex-presidente mostra resiliência enquanto surgem relatos de sua relação com a construtora OAS e tendo a possibilidade de ficar inelegível se for condenado em duas instâncias na Lava Jato.

Nos dois cenários aferíveis, suas intenções subiram para 30%, saindo de 25% e 26%.

Lula atinge assim o terço do eleitorado que era considerado, antes da debacle do governo Dilma Rousseff, o piso de saída do PT. Parte do desempenho pode estar associado à vocalização da oposição ao governo Michel Temer (PMDB), impopular.

Moro começa a aparecer

Já na pesquisa de segundo turno, Lula derrota todos exceto Marina e um nome que não havia sido testado até agora: o do juiz Sergio Moro, que comanda processos contra o ex-presidente na primeira instância da Lava Jato.

Sem partido, Moro supera Lula numericamente, com empate técnico: 42% a 40%. No cenário de primeiro turno em que é incluído, o juiz chega tecnicamente em segundo. Neste cenário, o apresentador Luciano Huck (sem partido, mas sondado pelo Novo), estreia com 3%.

Outro neófito na pesquisa é Doria, que tem tido o nome cada vez mais citado como pré-candidato ao Planalto. Ele ultrapassa seu padrinho Alckmin, ainda que dentro da margem de erro. E tem duas vantagens importantes: ainda não é um nome nacionalmente conhecido e tem baixa rejeição, de 16%.

Na hipótese de ser o candidato tucano com Lula, Doria pontua 9% no quarto lugar. Sem Lula, sobe para 11% mas fica na mesma posição, ultrapassado por Ciro Gomes (PDT) –que tenta se posicionar como nome da esquerda caso o petista não concorra. No segundo turno, Doria perderia para Lula, Marina e Ciro.


Folha de S.Paulo – Igor Gielow
Via Blog do Magno

Datafolha: 85% dos brasileiros querem 'Diretas Já' e Temer é o político mais rejeitado do país com 65%

O golpe de 2016, personificado na triste figura de Michel Temer, que traiu a presidente eleita Dilma Rousseff para chegar ao poder por meio de uma conspiração de políticos corruptos, é também um fracasso, segundo aponta o Datafolha.
Temer é hoje o político mais rejeitado do Brasil, com 65% de avaliações negativas, e 85% dos brasileiros querem eleições diretas já. Antes do golpe, já eram 63% os brasileiros que defendiam diretas, mas Temer foi imposto pelo establishment político e midiático para fazer suas reformas altamente impopulares.
Como o Brasil só fez piorar deste então, e hoje tem 14,2 milhões de desempregados, o grito por eleições diretas é praticamente um consenso nacional.
A pesquisa também revela que Temer é mais impopular do que foi Dilma em seu pior momento, com uma diferença importante: enquanto ela foi massacrada, ele é protegido pelos barões da velha mídia.
"Segundo pesquisa do Datafolha, a gestão do peemedebista tem 61% de avaliação ruim ou péssima, com 28% a considerando regular e apenas 9%, ótimo ou bom. Logo antes de a Câmara afastá-la, em abril do ano passado, Dilma tinha 63% de rejeição e 13% de aprovação. Os 9% [de Temer] de aprovação são também similares à taxa de Fernando Collor de Mello antes de ser impedido, em setembro de 1992, embora a reprovação fosse maior (68%). Quando colocado como eventual candidato à reeleição, Temer vê a rejeição a seu nome subir de 45% para 64% de dezembro para cá", informa o Datafolha.
"A deterioração da imagem da Presidência impressiona. De dezembro de 2012, quando a pergunta foi feita pela última vez, para cá, disseram não confiar nela 58% dos ouvidos, contra 18% em 2012. É um índice quase igual ao da confiança no Congresso, historicamente baixa: 57% de 'não confio'".

Via Brasil 247

Cantor e compositor Belchior morre no RS

O cantor e compositor Belchior morreu na noite deste sábado, 29, em Santa Cruz do Rio Grande do Sul, aos 70 anos. Familiares confirmaram o falecimento, entretanto, não informaram a causa da morte. O corpo deve ser trazido para o Ceará ainda hoje. O sepultamento deve ocorrer em Sobral.
Em nota, o governador Camilo Santana decretou luto oficial de três dias no Estado e reconheceu a importância de Belchior para a música brasileira. Confira a nota na íntegra:

"Recebi com profundo pesar a notícia da morte do cantor e compositor cearense Belchior. Nascido em Sobral, foi um ícone da Música Popular Brasileira e um dos primeiros cantores nordestinos de MPB a se destacar no País, com mais de 20 discos gravados. O povo cearense enaltece sua história, agradece imensamente por tudo que fez e pelo legado que deixa para a arte do nosso Ceará. Que Deus conforte a família, amigos e fãs de Belchior. O Governo do Estado decretou luto oficial de três dias. 

Camilo Santana 

Governador do Ceará"

Fonte: Opovo Online

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Em dia de Protestos Pelo Brasil, Penaforte Realiza Manifestação!

Em um dia histórico para milhares de Brasileiros, o município Penaforte entra para a história de lutas e reivindicações, manifestantes saíram as ruas de forma pacifica para fazerem parte dos protestos que ocorreram pelo país nesta sexta-feira 28/04 os manifestantes se reuniram em frente a escola Simão Ângelo e aos gritos de "Brasil Unido Jamais Será Vencido" saíram em passeata para a praça Querubina Bringel, onde se uniram  em apoio a Greve Geral Nacional contra as Reformas Trabalhistas, da previdência e da Terceirização. 
A manifestação uniu no mesmo palanque professores, sindicalistas, Representante da igreja católica,Vereadores  de situação e oposição, Prefeito e Ex-Prefeito, Ex-vereadores e representantes da imprensa local. Entre os manifestantes estiveram; Professores estaduais e municipais, alunos, funcionários da saúde, agentes administrativos , garis, servidores da Câmara de Vereadores, comerciantes, aposentados, Agricultores e idosos.
 Os discursos foram unanimes em defesa dos direitos adquiridos ao longo dos anos pelos trabalhadores, os oradores também  pediram que todos se mobilizassem também nas redes sociais para mostrar a força do povo contra  as Reformas Trabalhistas, da previdência e da Terceirização. 
O ato foi organizado pelo Sindicato APEOC e Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Penaforte.
De acordo com os organizadores a população compareceu ao chamado e juntos realizaram a maior ato de manifestação da história do município e um dos maiores movimentos contra  as Reformas Trabalhistas, da previdência e da Terceirização do Cariri Cearense. 
O ato foi realizado sem nenhum incidente ou baderna. 



Fotos: Kaio Cesar /Redes Sociais 





quinta-feira, 27 de abril de 2017

Bar em Sobral promove campeonato de “Gente Feia”

Uma proposta inusitada de inversão aos tradicionais concursos de miss e mister. Acontece no próximo dia 20 de maio, o primeiro “Campeonato de Gente Feia”, organizado por frequentadores do Bar do Lulu, no Centro de Sobral, 240 km de Fortaleza. 
“Tudo começou com uma brincadeira”, explicou Jackson, frequentador do bar. “Eu estava conversando com um amigo e brinquei dizendo que ia fazer um campeonato. Ele se empolgou e disse que era para fazer mesmo que ele participava”, lembra. 
A brincadeira tomou rumo sério e terá prêmios para os vencedores: R$ 1 mil, R$ 500 e R$ 300, além de troféu. De acordo com a organização do campeonato, todo o dinheiro para a premiação já foi assegurado. 
Aos interessados, resta comparecer ao bar no próximo dia 20, uma vez que a inscrição acontecerá na data. Porém, com quase um mês de antecedência e com detalhes sobre como o campeonato acontecerá, não faltam interessados na cidade. “Muita gente disse que vai participar, viu? E se você tiver interesse, pode vir também. Mas não venha só, não! Traz teus amigos, viu?”, brincou com o repórter. 

Fonte: Cnews

4º Edição do Dia do Evangélico em Rodolfo Fernandes - RN, Será Dia 8 de Maio, Confira a Programação

A  União dos Evangélicos de Rodolfo Fernandes- UERF. 

Apresenta o 4º Ano do dia do Evangélico que será Realizado Segunda Feira 8 de Maio de 2017, no corredor Junino a partir das 18h00min em Rodolfo Fernandes/RN

Tema: “ Eu Dependo de Deus ”


Este será o significativo e poderoso tema do Dia do Evangélico de 2017, Estas são as origens dos céus e da terra, quando foram criados; no dia em que o SENHOR Deus fez a terra e os céus, Gênesis 2:4

Dependemos de Deus, pois Ele é o Criador de todas as coisas, e estamos aqui hoje porque por Ele foi soprado o folego de vida em nós, e por graças as suas misericórdias é que ainda não fomos consumidos, pois devido ao uso indevido do livre arbítrio pelo homem, a distância do Senhor da vida já se fez muito grande.

Muitos não reconhecem, mais todos precisamos de Deus, e suas misericórdias são sobre todos, e, ainda, muitos que conhecem estas verdades não sabem ao certo o que significam, o quanto precisamos de Deus, até no respirar.

-Lamentações 3:22 As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim;
-Mateus 5:45 Porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos.


E, mesmo em suas misericórdias Deus é respeitador do livre arbítrio no homem, pois para abençoar espera que o homem faça sua escolha para dar-lhe nesta vida o melhor, e ainda é desta escolha do homem é que depende a vida eterna, e em tudo precisamos de Deus, pois depois de nossa escolha devemos deixar Ele dirigir nossos passos.

Pedidos de Camisetas com Izabel Oliveira

 Preço de R$: 20,00 de Adulto
Interessados é só ligar e Encomenda a sua
 (84) 9 9850-5191



Realização
UERF – União dos Evangélicos de Rodolfo Fernandes/RN

Penaforte-CE terá atos contra reforma da Previdência nesta sexta-feira (28)

Centrais sindicais e movimentos sociais realizam nesta sexta-feira (28) uma série de manifestações pelo país contra a reforma da Previdência e as mudanças na legislação trabalhista defendidas pelo governo do presidente Michel Temer (PMDB).

em Penaforte não será diferente, os movimentos sindicais também estão engajados e convidando todas as classes e a população em geral para juntos saírem em caminhada ás 07h30 em direção a praça Querubina Bringel  (Praça da Matriz) onde será realizado o ato " Contra a Reforma da Previdência, a Reforma Trabalhista e a Terceirização). 

Bandidos Tentam Estourar Cofre de Agência Bancária em Cedro-PE

Uma tentativa de assalto ao Banco do Brasil em Cedro-PE, foi frustada pela polícia, segundo informações cerca de 10 bandidos chegaram em 03 veículos por volta de 2h da madrugada desta quinta-feira 27/04,  os bandidos ainda conseguiram  estourar os vidros da porta do banco, também teriam arrombado a porta que da acesso ao cofre central, mas ao notarem a presença da policia se aproximando ao local, fugiram deixando para trás um fuzil e um saco contendo  bananas de dinamite.
Na ação os bandidos  incendiaram um veículo na ponte da ferrovia Transnordestina na PE-475 que da acesso a BR-116. O local onde foi incendiado o veiculo fica em torno de 20KM de Cedro e a pouco metros da BR-116, com o veiculo em chamas  e essa distancia dificultaria  a chegada de  reforço vindo de Salgueiro.
Várias viaturas realizaram buscas aos bandidos pela, inclusive com reforço da policia do Ceará, mas até o momento não temos informações de prisões dos bandidos.

Fotos: Redes Sociais 

Câmara aprova texto-base da reforma trabalhista; veja o que muda

Por 296 votos a favor e 177 contrários o plenário da Câmara dos Deputados aprovou o texto-base da reforma trabalhista proposta pelo governo Michel Temer. O projeto de lei complementar segue para análise do Senado após votação dos destaques.
A votação do relatório foi marcada por protestos de deputados de oposição, que alegam que a reforma retira direitos dos trabalhadores. Aos gritos de “fora, Temer”, deputados levaram para o plenário placas que traziam os direitos trabalhistas que seriam afetados pela reforma. Uma das placas chegou a tapar o rosto do deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), relator da reforma, que lia seu texto.

Como não se tratava de proposta de emenda constitucional, o material precisava de maioria simples para passar na Câmara. O projeto de lei complementar segue agora para análise do Senado.

O texto do relator Rogério Marinho (PSDB-RN) altera cerca de 100 pontos da CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas). O projeto dá força de lei aos acordos coletivos negociados entre empresas e trabalhadores em vários pontos. Entre eles, permite que sindicatos e empresas negociem a troca do feriado. Isso significa que patrões e empregados podem negociar que feriados que caírem na terça ou quinta-feira, por exemplo, sejam gozados na segunda ou sexta. Seria o fim dos feriados emendados.

Para a advogada trabalhista Tarcilla Góes, a questão da prevalência do negociado sobre o legislado é polêmica. “Há quem defenda que daí nasce a precarização dos direitos, enquanto outros defendem que é uma evolução dos direitos, inclusive com o fortalecimento do movimento sindical.”

A advogada vê avanços na reforma, como a revogação de “artigos esdrúxulos da CLT, como o que prevê que a mulher só pode ingressar na justiça do trabalho se houver autorização do marido”. “Esse é um artigo totalmente em desuso.”

A reforma trabalhista cria ainda demissão consensual, ou seja, aquela decidida de comum acordo entre empregador e funcionário. Hoje, o trabalhador pode pedir demissão e a empresa pode demiti-lo com ou sem justa causa.

Pela lei atual, o trabalhador só tem direito ao saque do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e seguro-desemprego se for demitido sem causa. Quem pede demissão ou é demitido por justa causa não recebe nem o FGTS nem o seguro-desemprego.

Segundo o relatório do deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), a nova modalidade de demissão “visa a coibir o costumeiro acordo informal, pelo qual é feita a demissão sem justa causa para que o empregado possa receber o seguro-desemprego e o saldo depositado em sua conta no FGTS, com a posterior devolução do valor correspondente à multa do Fundo de Garantia ao empregador”.

O texto da reforma prevê que os trabalhadores demitidos em comum acordo com a empresa recebam metade do aviso prévio, 20% da multa do FGTS e 80% do saldo do fundo. Nessa situação, ele não terá direito ao seguro-desemprego.

Pelas regras atuais, os demitidos sem justa causa recebem 40% da multa do FGTS e 100% do saldo depositado em sua conta do fundo.

Para a advogada trabalhista Tarcilla Góes, a criação dessa modalidade de demissão é um dos pontos positivos da reforma proposta. “O empregado que pedir demissão poderá sacar o FGTS, o que não acontece hoje.”

VEJA OUTROS PONTOS DA REFORMA

Horário do almoço

Reforma prevê que intervalo do almoço caia de uma hora para 30 minutos. Hoje, o intervalo tem de ser de uma hora. “[Não é admissível] … que não se permita a negociação de um tempo mais razoável para a movimentação dos empregados no início e no final da jornada”, afirma o parecer.

Acordos coletivos

Hoje, os acordos não podem se sobrepor à CLT. Com a reforma, o negociado em acordo se sobrepõe ao legislado. Com isso, os acordos terão poder para regulamentar jornadas de 12 horas, parcelamento de férias, entre outros pontos.

O relatório de Marinho prevê 16 situações em que o acordo ou negociação coletiva tem prevalência sobre o legislado. Entre eles está a troca do dia de feriado.

Parcelamento de férias

Hoje, a lei permite que as férias sejam parceladas em até duas vezes, sendo que um dos períodos não pode ser menor do que dez dias corridos. A reforma permite o parcelamento em até três períodos, sendo que um deles não pode ser inferior a 14 dias. Os outros dois não podem ser menores do que cinco dias corridos.

Banco de horas

Hoje, as horas acumuladas devem ser compensadas em um ano. Após esse prazo, o trabalhador deve recebe-las com acréscimo de 50%. Pela reforma, o banco de horas pode ser negociado diretamente entre empresa e funcionário.

Jornada parcial

Hoje, permite-se jornada de 25 horas semanais, sem hora extra, com direito a 18 dias de férias. Reforma amplia esse período para 30 horas semanais, sem hora extra, ou 26 horas com até seis horas extras semanais. O período de férias sobe para 30 dias.

Jornada intermitente

Lei não prevê hoje jornadas sem continuidade. Reforma prevê prestação de serviços de forma descontínua, podendo alternar períodos em dia e hora, cabendo ao empregado o pagamento pelas horas efetivamente trabalhadas. O pagamento será feito por horas e o cálculo não pode ser inferior à hora do salário mínimo.

Jornada

Texto prevê que jornada de trabalho não ultrapasse o limite de dez horas diárias, como já é previsto na CLT. Texto também regulamenta a jornada de doze horas seguidas por trinta e seis horas ininterruptas de descanso. “Para desburocratizar, a nova redação dada pelo Substitutivo reconhece a prática nacional e aponta a desnecessidade de autorização específica pelo Ministério do Trabalho para liberação do trabalho da 8ª a 12ª hora em ambientes insalubres, como no caso do trabalho de médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem nos hospitais.”

Teletrabalho (home office)

Não é regulamentado hoje pela CLT. Relatório prevê a prestação de serviços preponderantemente fora das dependências do empregador. Empresas ainda poderão revezar os regimes de trabalho entre presencial e teletrabalho.

Demissão

Trabalhador pode ser demitido ou ser demitido com e sem justa causa. Demitidos sem justa causa recebem hoje multa de 40% sobre o saldo depositado do FGTS, os depósitos do fundo, além de ter direito ao seguro-desemprego. Relator cria a demissão em comum acordo. Na nova situação, a multa cai para 20%, trabalhador recebe 80% do saldo depositado no FGTS e não tem mais direito ao seguro-desemprego.

Imposto sindical

Correspondente a um dia de salário, ele é obrigatório para todos os trabalhadores com carteira assinada, independentemente de serem sindicalizados ou não. Com a reforma, trabalhador deverá autorizar a cobrança, cobrança deixa de ser obrigatória.

Grávidas e lactentes

Elas não podem trabalhar hoje em locais insalubres. Após pressão, relator mudou seu primeiro parecer que dizia que “ao invés de se restringir obrigatoriamente o exercício de atividades em ambientes insalubres, será necessária a apresentação de um atestado médico comprovando que o ambiente não oferecerá risco à gestante ou à lactante.”

No novo texto, o relator diz que “para a autorização de trabalho de gestante ou lactante em ambiente insalubre, exige-se a apresentação de atestado médico que comprove que o ambiente não afetará a saúde do nascituro, além de não oferecer risco à gestação ou à lactação”.

Deslocamento

Hoje, o tempo de deslocamento entre a casa do funcionário e a empresa é contabilizado como jornada quando o transporte é oferecido pelo empregador. O relatório diz que esse tempo deixa de contar como jornada. “A nossa intenção é a de estabelecer que esse tempo, chamado de hora in itinere, por não ser tempo à disposição do empregador, não integrará a jornada de trabalho. Essa medida, inclusive, mostrou-se prejudicial ao empregado ao longo do tempo, pois fez com que os empregadores suprimissem esse benefício aos seus empregados.”

Quitação de obrigações trabalhistas

CLT não prevê essa situação. Hoje, trabalhadores podem entrar com ação contra antigo empregador até dois anos após a demissão e reivindicarem pagamentos referentes os últimos cinco anos. Reforma cria a quitação anual das obrigações trabalhistas, que deverá ser firmada na presença do sindicato representante da categoria do empregado, no qual deverá constar as obrigações discriminadas e terá eficácia liberatória das parcelas nele especificadas. “A ideia é que o termo de quitação sirva como mais um instrumento de prova, no caso de ser ajuizada ação trabalhista”, diz o relatório.

Fonte: Veja.com

Médica Brejosantense baleada em favela no Rio relata cena de pânico: 'Pedi que não me matassem'

A médica Klayne Moura Teixeira de Souza, 28 anos, baleada nesta quarta-feira (26) no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro, afirmou que ficou "apavorada" ao se deparar com traficantes armados na entrada da favela. Ela tentava chegar ao Detran, no centro do Rio, mas acabou entrando em um lugar errado por conta do aplicativo Google Maps. Ao Extra, ela contou que pediu para não ser morta e que os próprios traficantes a socorreram. 

"Eu fiquei com medo, fiquei apavorada. Pedi muito para que não me matassem. Eram muitos homens armados. Muitos mesmo. Eu me assustei quando os vi e acelerei. Meu carro foi atingido por muitos disparos. Foi quando vi um homem batendo na janela do meu carro e pedindo para abaixar o vidro. Fiquei com medo e não abaixei. Quando saí, já estava baleada. Ele viu que eu era mulher e disse que não ia fazer nada comigo. Eu me identifiquei como médica e eles disseram que precisavam me tirar dali porque a facção rival poderia me encontrar e me matar. Me levaram de moto para a ONG onde me ajudaram. Os funcionários da ONG foram maravilhosos comigo", relata. 

Atingida no ombro, a médica foi levada para o Hospital Miguel Couto, o mesmo em que trabalha, mas recebeu alta e já está em casa. Ela é do interior do Ceará e mora no Rio de Janeiro há dois anos - os pais continuaram em Brejo Santo, região do Cariri, e um irmão dela, que mora em Juiz de Fora, viajou para fazer companhia à irmã.

A médica explica que ia ao Detran trasnferir documentos do carro e acabou se perdendo na Avenida Francisco Bicalho, quando o app alterou o roteiro e ela foi parar por engano na comunidade Nova Holanda. 

"Eu não conheço o Centro do Rio direito e me perdi. Não sei nem dizer direito onde foi. Sei que o aplicativo marcava que faltava pouco para chegar e, de repente, alterou para 21 minutos. O retorno mais perto que ele me dava era nesse local", diz.

O carro da médica, um Honda Civic com película nos vidros, passará por perícia. Ainda não há previsão de quando ela irá ser ouvida.


Fonte: Correio24horas

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Desembargador suspende licitação de transposição do São Francisco

O desembargador Souza Prudente, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, acaba de deferir a liminar do consórcio Passarelli suspendendo a licitação da transposição do rio São Francisco. A licitação diz respeito ao Eixo Norte, que levará água até o Ceará.

O problema aconteceu após o Ministério da Integração Nacional declarar o consórcio Emsa-Siton vencedor da licitação. Isso porque a empresa ficou em terceiro lugar na disputa, apresentando um orçamento de R$ 517,917 milhões.

O primeiro colocado, o consórcio formado pela Passarelli, Construcap e PB Engenharia, foi desclassificado por critérios técnicos. No entanto, havia apresentado a melhor proposta, de R$ 441,8 milhões. O que configura um deságio de 23% em relação ao valor estabelecido pelo Ministério, de R$ 574 milhões.

Fonte: Veja Online

Policiais rodoviários são presos suspeitos de corrupção no Ceará

A "Operação Déjà Vu", da Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal (PRF), cumpriu na manhã desta terça-feira, 25, cinco mandados de prisão preventiva contra policiais rodoviários federais suspeitos de corrupção. O grupo atuava na Unidade Operacional de Boa Viagem, interior do Ceará, localizada na rodovia BR-020.
De acordo com a investigação, o grupo solicitava pedágio (propina) de motoristas que trafegavam de forma irregular, deixando de lavrar autos de infração e demais sanções administrativas cabíveis.
A operação também cumpriu dez mandados de buscas e apreensão e uma ordem de suspensão de exercício de função pública. Os mandados foram cumpridos nas cidades de Fortaleza, Sobral, Boa Viagem e Maracanaú. A 23ª Vara da Subseção Judiciária da Justiça Federal de Quixadá expediu os documentos.

Os presos foram encaminhados à Polícia Federal no Ceará e serão indiciados pelos crimes de corrupção passiva e associação criminosa, com penas que podem chegar a 15 anos de reclusão.

Déjà Vu

O termo "Déjà Vu" reporta-se à expressão francesa que significa algo já visto, porém, ocorrendo em situação futura, referindo-se à prática delituosa de cobrança de propina reprimida na mesma Unidade Operacional de Boa Viagem/CE da PRF em 2015. 



Fonte: Opovo Online

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Hot Sonakshi Sinha , Car Price in India