Faça Aqui Sua Aposta

SIGA NOSSO BLOG NO TWITTER

CONTATO: narotadasnoticias@hotmail.com
SEJAM BEM VINDO....

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Vem aí o Evento mais esperado da cidade de Penaforte-CE, Passei a noite no forró!

Apostando em um padrão de qualidade, garantindo conforto e comodidade para o público, o evento promete agradar a todos os pagantes, desde jovens que gostam daquele forró mais estilizado à adultos que preferem aquele forrozinho das antigas.


Primeiramente, o Evento será INÉDITO, pois será o primeiro Open Bar da Cidade, pois é, BEBIDA LIBERADA, você vai pagar para entrar na festa, lá dentro a cerveja será servida pelos garçons, SEM CUSTO ALGUM, além do valor da entrada, claro. As entradas até o momento estão sendo vendidas nos seguintes valores: Pista: R$ 30,00 (terá direito à Cerveja e Refrigerante liberado, dentro do evento) Vip: R$ 50,00 (terá direito à Cerveja, Refrigerante, Suco Gummy e Drinks).

Além de contar com a novidade do Open Bar, e com uma estrutura nunca vista na cidade, o Evento irá inovar também no tocante a comodidade do público, pois, na noite do evento o público terá ACESSO GRATUITO A REDE WI-FI, que não seria possível sem o apoio da Araújo SAT.

As atrações já estão confirmadas, iremos receber diretamente de Caicó-RN o Trio Medicó, que conta com um conterrâneo penafortense como integrante do trio, trazendo aquele forró pé de serra que não deixa ninguém parado. A segunda atração irá relembrar os velhos tempos com a banda Forró do Meu Agrado, trazendo aquele forrozão das antigas, que cá entre nós, é bem-vindo em qualquer época do ano. E para fechar com chave de ouro, vamos contar com aquele forró estilizado, com a Banda que vem estourando na região do Cariri, Eudes Japa vem para certificar que essa festa não será esquecida tão cedo.

É muita informação para um evento só, não é? Pois é, você que ficou interessado nesse Mega Evento que promete abalar as estruturas da cidade no dia 27 de janeiro, corre para garantir seu ingresso, pois as SENHAS SÃO LIMITADAS.

Ficou na dúvida se vale o custo benefício? Faz as contas aí, qual a última festa que você pagou para entrar e somando com o dinheiro gasto com bebida você não gastou mais que R$ 50,00?... E olhe que a área pista está por apenas R$ 30,00, então não perca tempo, siga nossa página no Instagram forteproducoess ou no Facebook Forte produções, e fique por dentro das novidades, aaaah e garanta sua presença comprando sua entrada com antecedência, pois vale lembrar que as entradas são limitadas, você não irá se arrepender!

''Se Previdência não for votada em fevereiro, não será mais'', diz Maia

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nessa terça-feira (15/1), em Washington, que, se o governo não conseguir os votos necessários para aprovar a reforma da Previdência em fevereiro, a Câmara não votará mais a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016. O início da discussão da matéria está previsto para 19 de fevereiro.

“Na minha opinião, se não conseguir voto em fevereiro, não vota mais. Depois, nós vamos ter outras agendas que precisam avançar”, disse o deputado. Segundo Maia, entre as matérias prontas para ser votadas no plenário da Câmara estão a desoneração da folha, os supersalários e o foro privilegiado.

Pessimismo
Maia descartou que esteja pessimista com a aprovação da reforma da Previdência. Na manhã dessa terça-feira, porém, Maia disse que prioriza a agenda da reforma "sem nenhum tipo de otimismo, sem nenhum discurso em que a gente diga que esta é uma matéria que estará resolvida em fevereiro de 2018”. Em discurso mais agressivo, Maia disse que está sendo “realista” e que já existe “muito político mentiroso no Brasil”.

“Não fiz discurso pessimista, não posso ir para nenhum ambiente no Brasil e no exterior e mentir. Já tem muito político mentiroso no Brasil, acho que chega. Está na hora de a gente falar a verdade, e a reforma da Previdência não é uma votação simples”, afirmou.

O presidente da Câmara voltou a dizer que o governo precisa reorganizar a sua base aliada para alcançar os 308 votos necessários à aprovação da reforma. Por se tratar de proposta de emenda à Constituição, são necessários pelo menos dois terços do total de 513 parlamentares favoráveis à medida, o correspondente a 308 votos, para a matéria ser aprovada pelo plenário, em dois turnos.

“Se está achando que a organização do trabalho está lenta por causa do recesso, e isso é verdade, se eu falar que está resolvido, que já temos os 308 votos, o que está lento pode ficar pior, vai ficar todo mundo parado. Então, a gente tem que falar a verdade, para que, em cima de um fato real, de que não é simples votar a Previdência este ano, a gente possa recompor a maioria, recompor a base de 320 [parlamentares] para ir para o plenário. Falar a verdade e ser realista ajuda mais para uma votação do que ficar criando fantasia e, na hora da votação, perder”, ressaltou.

Para o deputado, o governo e sua base precisam identificar os pontos críticos da proposta, que ainda causam dúvidas na população, para que a PEC possa avançar no Congresso Nacional.

“Acho que o governo ou os partidos podiam fazer uma pesquisa para compreender onde está a rejeição [à reforma da Previdência]”, disse. “Tenho certeza de que tem uma quantidade enorme de brasileiros que não serão atingidos pela reforma da Previdência estão contra. Então, tem que ter um planejamento que embase a pesquisa para que a base do governo possa chegar à sociedade e explicar ‘você está contra uma reforma que está te beneficiando’”, disse.

Segundo Maia, há setores da sociedade que distorcem as informações sobre a reforma para não perder benefícios. “Tem muita informação que não é verdadeira, que está sendo passada por aqueles que não querem abrir mão de nada, parte do serviço público, e ficam dando informações à base da sociedade, que está distante, menos presente nesse debate, e ficam distorcendo o debate.”

Para o deputado, o enfrentamento deve ser “com muita gente que usa um exemplo da sociedade, mas na verdade está defendendo o seu próprio interesse”.

Rodrigo Maia participa, até quinta-feira (18/1), de encontros oficiais com autoridades, políticos e empresários nos Estados Unidos e no México.


Fonte: Diário de Pernambuco

Vazão do São Francisco na PB deve dobrar e garantir mais água

A quantidade de água do rio São Francisco que chega à Paraíba deverá dobrar até o fim deste mês. A previsão é da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), que na tarde dessa segunda-feira (15), realizou inspeção técnica ao sistema do eixo leste da transposição, que fica no município de Custódia, em Pernambuco.

De acordo com a Aesa, até a manhã desta terça-feira (16), a vazão que chegava ao Portal das Águas, na cidade de Monteiro, era de 3,78 metros por segundo. “Isso porque apenas uma bomba da EBV-4 está funcionando. A outra está sendo ajustada para começar a operar em breve”, explicou o presidente da Aesa, João Fernandes.

Também na manhã desta terça-feira, a plataforma localizada no açude São José 2, em Monteiro, apresentava 3,67 m³/s. A medição em Sumé era de 2,75 m³/s. Já na cidade de Caraúbas era de 2,71 m³/s e 2,36 m³/s em São Domingos do Cariri.

Fonte: Portal Correio

Milagres-CE: Homem morre vítima de choque elétrico no Sítio Mororó

Era por volta das 18h30min desta terça-feira (16), quando o destacamento da Polícia Militar (PM) de Milagres-CE foi informado de uma morte por choque elétrico, que teve como vítima a pessoa de Edilzio José Ponciano Júnior, 23 anos, popularmente conhecido por “Júnior”.

Segundo os relatos repassados para a PM, a suspeita é de que a vítima estaria realizando um trabalho dentro de uma cisterna, quando ao tentar sair, teria tocado em fios de energia, vindo a sofrer uma descarga elétrica.

“Júnior” chegou a ser socorrido para o Hospital Nossa Senhora dos Milagres, mas, já chegou sem vida. O corpo foi encaminhado para  o Núcleo da Perícia Forense da Região Sul,  em Juazeiro do Norte, para as providências cabíveis.
Júnior era bastante conhecido por ser uma pessoa muito religiosa e tinha muitos amigos. A população está comovida com a fatalidade.

Fonte: Agencia OKariri

Secretaria da Cultura do Ceará terá concurso público com 132 vagas, diz Camilo Santana

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) terá um concurso público, no primeiro semestre deste ano, com 132 vagas, anunciou nesta terça-feira (16) o governador Camilo Santana. O edital ainda não foi elaborado e não há informações sobre em que área são as vagas, salários e jornada de trabalho.

De acordo com Camilo Santana, este será o primeiro concurso público realizado para contratação de servidores para a Secult, a mais antiga secretaria estadual de cultura do Brasil. "É um presente pra cultura do nosso estado, pra valorizar as nossas raízes", comentou Camilo Santana, em transmissão pelo Facebook.

O governador afirmou também que deve enviar à Assembleia Legislativa a mensagem requisitando a aprovação da realização do concurso "o mais breve possível".

"É o primeiro concurso que anunciou para 2018, serão vários outros. Você se prepara aí se quiser ser servidor público do estado do Ceará", concluiu o governador.

Data das provas do concurso do Detran
O governador divulgou também as datas das provas do concurso do Detran, que teve mudanças após um número recorde de inscrições.

Ao comentar a data das provas, em fevereiro e março, o chefe do executivo estadual reclamou da demora. "Ô burocracia nesse serviço público, mas a gente tem que respeitar", disse.

A data da prova para os cargos de nível superior e fundamental e também para vistoriador será em 25 de fevereiro e 11 de março; para o cargo de agente de trânsito e transporte, em 8 de março.

Fonte: G1 CE

Mulher foi morta com pancadas na cabeça pelo marido que simulou acidente em Aurora

Uma investigação com bastante agilidade e eficiência desenvolvida pela Polícia Civil de Aurora concluiu que Aparecida Ferreira Lima Rangel, de 40 anos, não morreu em consequência de acidente de trânsito. Segundo o Delegado Felipe Marinho, ela foi assassinada após ser atingida por uma barra de ferro na cabeça pelo seu próprio companheiro Francisco Erivan Rangel Filho, de 38 anos.
Para a autoridade policial, o caso está esclarecido e o acusado foi preso na tarde de ontem.

Ele representou pela prisão temporária do mesmo a qual foi imediatamente concedida pela Comarca de Aurora e Francisco se encontra recolhido à cadeia pública à disposição da justiça para responder por crime de feminicídio. No depoimento prestado ao delegado, o acusado nega ter matado a esposa e sustenta a versão inicial de um acidente de trânsito. Como disse, por volta das 22h30min de domingo (14) retornavam de um passeio quando tudo aconteceu na CE-288 na zona rural de Aurora.
Segundo Francisco, pilotava sua moto levando a mulher na garupa quando esta caiu e foi atropelada por um carro, cujo motorista seguia adiante na sua viagem sem prestar socorro à vítima que morreu no local. De acordo com o Delegado Felipe Marinho, ele não consegue explicar com precisão sobre a dinâmica do acidente. A Polícia Civil já desconfiava do relato de Francisco por não ver sinais do atropelamento na estrada e nem indícios característicos no exame cadavérico feito na Perícia Forense de Juazeiro.

Pior que isso: na segunda-feira os policiais encontraram uma barra de ferro suja de sangue na localidade a qual, supostamente, teria sido usada no crime. Amigas de “Piriu” – como a vítima era conhecida – disseram que o relacionamento do casal não era bom por conta do ciúme excessivo de Francisco. Ademais, o pai dela contou ao delegado que o mesmo teria dito, certa
vez, que mataria “Piriu” em caso de separação e não escondia ser contra o relacionamento da filha.
Além disso, algumas pessoas testemunharam conflitos entre os dois na tarde de domingo no balneário onde estavam. O corpo de “Piriu” foi velado na casa dos pais no Sítio Unha de Gato e o sepultamento na tarde de ontem no Cemitério da Vila de Santa Vitória com grande acompanhamento e num clima de muita revolta. Foi a primeira mulher assassinada este ano no Cariri e o segundo homicídio de 2018 em Aurora. Dia 2 de janeiro, no Sítio Calumbi, Jaime Rodrigues de Araújo, de 29 anos, foi morto a tiros.


Fonte: Site Miséria

Penaforte-CE Prefeito Francisco Agábio Sampaio Gondim, entrega á População da Zona Rural 31 casas Populares no seu primeiro ano de mandato.

O Prefeito de Penaforte Francisco Agábio Sampaio Gondim , entregou as famílias carentes do distrito do juá 11 casas, e no distrito Santo André 20 casas, do Projeto Minha Casa Minha Vida, em parceria com o governo do Estado e Governo Federal. Com ele estava presente o Vice Prefeito Dr Geovane, o Ex Prefeito Guilherme Landim da cidade de Brejo Santo, Luiz de Celestina  Ex Prefeito de Penaforte , e outras autoridades importantes da Cidade.

O Prefeito iniciou sua fala, agradecendo as alianças firmadas  para administrar a Cidade com competência e responsabilidade, não medindo esforços pra lutar pelos anseios da comunidade, principalmente no momento de crise financeira que vivi a região e o país.

 Guilherme Landim, falou dos desafios que os prefeitos da região estão tendo em manter a casa arrumada com a falta de recursos, e que Penaforte, é uma das poucas cidades da região  que conseguiu manter as contas Públicas em dias, tudo pago ao término do ano.

Em seguida os contemplados receberam as chaves de suas casas, a alegria no olhar de cada uma delas era notória. A dona de casa Roberta, do juá, falou a nossa redação do prazer que foi ter recebido sua casa antes mesmo da inauguração. Eu não tinha casa pra morar , estava em uma sala de colégio com a família, e fui agraciada por Deus e o prefeito.

O Prefeito  Agábio frisou ainda,que em breve o estádio de Futebol será concluído, e o asfaltamento que passará pelo Distrito Juá,  Sítios Canafístola, Ema e Ubiratanha até Jardim também será uma obra de grande importância pra comunidade de Penaforte e Região.

Fonte: Portal do Emanuel Oliveira 

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Os criminosos cearenses e a teia sem fim de ataques a bancos

O crime organizado age rápido. Não precisa enfrentar os entraves da burocracia, a letargia do Judiciário, nem a fragmentação de informações importantes. Os próprios criminosos criam as ‘leis’ das facções, dão ordens para que as ofensivas sejam executadas, promovem ‘tribunais’ e eliminam quem não obedece o regime. Em contrapartida, a Polícia tem um cenário totalmente oposto. Já no primeiro contato com o Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), da Polícia Civil de São Paulo, ficou claro que uma maior integração facilitaria muito as investigações Brasil afora. Como em um jogo, cada Estado tenta montar um quebra-cabeça, cujas peças não estão todas ali. As Polícias perdem tempo correndo atrás das mesmas pessoas, tentando derrubar os mesmos esquemas, articulados pelas mesmas facções.

Uma tentativa frustrada de furto ao cofre do Banco do Brasil, na Zona Sul de São Paulo, levantou suspeitas sobre a possível reorganização da quadrilha que cometeu o maior crime já registrado no Ceará, o furto ao Banco Central de Fortaleza, ocorrido em 2005. Os suspeitos também cavaram um túnel que levaria à agência, porém não chegaram ao dinheiro. O delegado Fábio Pinheiro Lopes, titular da Delegacia de Investigações sobre Furtos e Roubos a Bancos do Deic, diz que a movimentação do bando era acompanhada e quando os criminosos estavam reunidos para acertar os últimos ajustes do furto, foram presos. 

Ao todo 16 pessoas foram detidas, 14 delas tinham antecedentes criminais. O delegado revela que, apesar das semelhanças, não há nada que ligue este caso ao do Ceará. “Provavelmente se inspiraram, por ter sido um crime emblemático, mas não detectamos a participação de ninguém nos dois casos. Eles estão preferindo colocar em prática crimes menos violentos. Se cavam um túnel e conseguem levar o dinheiro, responderão por furto; se cometem um roubo e isso evolui para um latrocínio estarão muito mais complicados”, afirma. Porém, Fábio Lopes revelou que há indícios do envolvimento de parte da quadrilha que furtou o Banco Central em um roubo muito mais audacioso, que seria o maior já cometido no Brasil. 

No dia 27 de agosto de 2011, dois homens renderam um vigilante e entraram com outros dez comparsas no subsolo da agência do Itaú da Avenida Paulista. Os criminosos violaram 170 cofres particulares e ficaram horas no banco. “O prejuízo ali é incalculável, porque nem todo mundo declarava tudo o que guardava nos cofres. Tem gente que perdeu 10 milhões de dólares. Foi um crime colocado em prática com muita expertise. Todo mundo sumiu depois. Simplesmente sumiu”, explicou Fábio Lopes. 

Início

Durante as investigações do roubo na Paulista, surgiu o nome de Wagner dos Santos, o ‘Waguela’, que foi indiciado pela Polícia Federal no roubo do Banco Central, mas acabou sendo absolvido no processo. “O ‘Waguela’ é o parceiro inseparável do Marcelo Marchini, conhecido como ‘Marrom’, que participou do caso do Banco Central. Acreditamos que ‘Marrom’ tenha roubado a transportadora ‘Transbank’, aqui em São Paulo, em 2004, exatamente para financiar o crime de Fortaleza. O furto ao Banco Central pode ter começado aqui e certamente ainda não terminou, porque o dinheiro de um caso vai financiando outro”, afirmou um investigador do Deic, que preferiu não se identificar.


Principalmente para o Ceará, este furto parece não ter fim. Antônio Jussivan Alves dos Santos, o ‘Alemão’, condenado como mentor do crime, era custodiado no Sistema Penitenciário do Estado até dezembro de 2017. Em agosto deste ano, um bando tentou resgatá-lo e ele terminou baleado. As investigações do resgate reacenderam as suspeitas sobre a participação dele em outras ações. “O Sistema Penitenciário daqui não cumpre sua função de isolar o criminoso. Estão presos, mas comandam quadrilhas montadas aqui fora. O ‘Alemão’ nunca deixou de assaltar banco. E não estou falando apenas do Ceará, mas de vários Estados brasileiros. Ele dá ordens ao primo, Juvenal Laurindo, e ao Antônio Artênio da Cruz, o ‘Bode’, e a quadrilha executa”, disse uma fonte da Inteligência da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). 

Segundo o investigador, ‘Alemão’ também estava elaborando outros tipos de roubos. “Recentemente, aconteceram quatro assaltos muito parecidos. Pessoas com fardas da Polícia Federal entraram em condomínios de luxo, dizendo que cumpririam mandados de prisão, e acabaram assaltando apartamentos específicos. O ‘Alemão’ está por trás disso. Ele tem uma extensa rede de contatos e ficava sabendo de informações privilegiadas dentro da cadeia. Sabe quem tem muito dinheiro e estava apenas mandando buscar. O Ceará, realmente, não tinha condição de custodiar um preso como ele, com capacidade de planejar crimes a longo prazo, com paciência e sem alarde”.

‘Bocão’

Além de ‘Alemão’, Juvenal Laurindo e ‘Bode’, outro ‘cabeça’ do furto ao Banco Central, Marcos Rogério Machado de Morais, o ‘Bocão’, continua atuando em grandes ações, segundo a fonte. Juvenal Laurindo e ‘Bode’ são os únicos acusados do furto que nunca foram presos. ‘Rogério Bocão’ foi capturado passeando em um shopping de São Paulo, em 2007, mas montou um audacioso plano de fuga e foi resgatado do Instituto Penal Professor Olavo Oliveira (IPPOO) II, em Itaitinga, em 2011. Depois disso, se transformou em uma espécie de fantasma.


Pouco se soube de concreto sobre ele nestes seis anos. “Recebemos informes de que ele fez cirurgias plásticas e mudou o rosto; que mora em São Paulo, mas vai muito ao Paraguai; e que participa de grandes ataques nacionais e internacionais. A informação mais recente é que ele esteve em Fortaleza, entre junho e julho de 2017, planejando um roubo a uma transportadora localizada no Centro”, afirmou o policial. 
Outro investigador da Inteligência da Pasta disse que ‘Alemão’ e ‘Bocão’ estão entre os maiores assaltantes do País. “O ‘Alemão’ é uma espécie de ‘consultor’ de assaltos. Dentro da prisão ele sabia o que estava sendo planejado do lado de fora e oferecia seus ‘serviços’, que seria dar dicas. Ganhava dinheiro mostrando os caminhos, arranjando gente para a linha de frente. Infelizmente, depois desse caso do Banco Central, ele ganhou um status de lenda no mundo do crime. Já ‘Bocão’ é mais violento e vai para a linha de frente das ações. Nunca parou de ir, mas só participa de coisas realmente muito grandes”, explicou. 

O delegado de Polícia Civil, Francisco Carlos de Araújo Crisóstomo, que não acredita que ‘Alemão’ tenha sido o mentor do furto ao Banco Central, diz que há anos a dupla age junta e se complementa. “O Jussivan se mostrou um líder e não costuma agir com violência. Age sempre com inteligência, inclusive para lavar boa parte do dinheiro que conseguiu com o furto do Banco Central. Ele emprestava R$ 6 milhões para a pessoa devolver R$ 3, ‘lavado’, no dia que ele quisesse. Tirava o dinheiro da mão dele, mas de uma forma garantida. Rogério é o lugar-tenente do Jussivan. Confiam muito um no outro, mas ao contrário do Jussivan, o Rogério é muito violento e perverso. Acabam sendo complementares como bandidos”.

ESTRATÉGIA DE ‘MARCOLA’ TORNA PCC UM ‘FAST-FOOD’ DA DROGA
São Paulo. Além da real potência do Primeiro Comando da Capital (PCC), um mito também é alimentado. Um investigador da Delegacia de Investigações sobre Facções Criminosas e Lavagem de Dinheiro do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), da Polícia Civil de São Paulo, explica que quanto maior e mais articulado for o criminoso, mais longe ele estará das cúpulas locais da facção. “Um bandido como o ‘Alemão’, por exemplo, não precisa do PCC para nada. A não ser para se proteger dentro da cadeia. E é isso que ele faz. É aliado à facção, mas não tem poder de liderança, porque não quer se ocupar disso. Uma ação do ‘Alemão’, não necessariamente é do PCC, mas acabam colocando isso na mesma conta e a facção ganha uma projeção imensa”. 


Atualmente, o PCC tem mais de 20 mil membros em todos os Estados brasileiros e em outros países da América Latina. O número não contabiliza as pessoas que simpatizam ou colaboram eventualmente com a facção. De acordo com um levantamento do Ministério Público de São Paulo, a organização criminosa movimenta de R$ 20 a 30 milhões por mês. Além do capital gerado pelo tráfico de drogas, o PCC faz uma rifa a cada 45 dias e é exigente com o pagamento da ‘cebola’ (uma espécie de mensalidade). A rifa é vendida pelos criminosos que estão na rua e oferecem veículos, imóveis e até armas como prêmios. A ‘cebola’ também é paga pelos membros que estão soltos, atualmente, custa R$ 900. 

Com núcleos bem divididos para desempenharem atividades distintas e com a contabilidade toda registrada em cadernos, a facção se ‘profissionalizou’ no tráfico. “O PCC se transformou em uma espécie de franquia. Fora da cadeia é um fast-food da droga; dentro, funciona como uma espécie de sindicato. Os presos se batizam para serem protegidos na cadeia, mas não têm contato com os grandes líderes, nem sabem o que está sendo planejado. Ser filiado ao PCC quase nunca dá o direito de saber os próximos passos da facção. Nós nem investigamos qualquer pessoa que se diga do PCC. Voltamos nosso trabalho para os mais importantes, os que são chamados dentro da organização de ‘sintonia’, porque são eles que fazem o negócio funcionar”, afirmou o policial do Deic. 

Em cada Estado existe um ‘sintonia’ (líder) na rua e outro na prisão. O policial revelou que o ‘sintonia’ do Ceará dentro do Sistema Carcerário é um traficante, já o que está na rua é um ladrão de carga. “Ambos estão identificados e são monitorados”, afirmou. “Os interesses da rua e os da cadeia não batem e cada um cuida de uma parte. Geralmente, quem ocupa cargo na facção não é um bandido de grande porte, ou capaz de montar um grande esquema sozinho. Recebe ordens da cúpula e trabalha praticamente em tempo integral para a facção. Se você é um bandido grande, e eu volto a citar os do Banco Central, porque deixaria de articular coisas para si para se ocupar em dar lucro ao PCC?”, interpela. 

Questionado sobre a importância do Ceará para a facção, o investigador especializado concorda com a Polícia local e diz que pode estar ligada à posição geográfica do Estado, relativamente próximo da Europa. “Se o Ceará não fosse importante, o Alejandro Júnior não teria ido pessoalmente montar e expandir um esquema de tráfico lá, como aconteceu. Se não fosse um lugar promissor, um dos líderes máximos não se arriscaria em ir para lá. Não sei como eles conseguiram isso, mas a verdade sobre o PCC é que os maiores lucros ficam com a cúpula. Eles convenceram essas 20 mil pessoas a trabalharem para eles”. 

Outro policial da Delegacia de Facções, que conversou com a reportagem, afirmou que a importância de uma região para as facções está diretamente ligada às rotas de drogas. “Temos duas grandes rotas de entrada de droga no Brasil: a da Amazônia, que se expande pelos rios e chega à Região Norte; e a chamada ‘rota caipira’, que começa no Mato Grosso e segue para São Paulo. Já a principal rota de saída da cocaína para a Europa, sem dúvidas, é pelo o Nordeste”. 

Cúpula

O núcleo conhecido como ‘sintonia final geral do PCC’, que funciona como uma espécie de conselho deliberativo tem oito pessoas: Marcos Willians Herbas Camacho, o ‘Marcola’; Alejandro Juvenal Herbas Camacho Júnior; Fabiano Alves de Sousa, o ‘Paca’; Rogério Jeremias de Simone, o ‘Gegê do Mangue’; Daniel Vinícius Canônico, o ‘Judeu’ ou ‘Cego’; Abel Pacheco de Andrade, o ‘Vida Louca’; Roberto Soriano, o ‘Tiriça’; e Júlio César Guedes de Moraes, o ‘Julinho Carambola’. 

“Atualmente ‘Marcola’ não é mais o líder máximo. O ‘Gegê’ e o ‘Cego’ têm o mesmo poder que ele. São velhos amigos e agem juntos há muitos anos. ‘Marcola’ virou uma espécie de ‘presidente de honra’. Ele é a cara do PCC, tudo que acontece na facção remete a ele, mas não manda mais em tudo sozinho. Hoje em dia está muito restrito, exatamente porque fica muito em evidência. Por conta disto, é preciso que tenha mais gente com a mesma envergadura que ele para tomar decisões”, disse o policial do Deic.

Conforme a fonte, o modelo de organização ‘empresarial’ que o PCC alcançou foi ideia de ‘Marcola’. Ele acabou com as brigas e focou principalmente no tráfico de drogas e armas. “O que torna o PCC grande e forte é exatamente a quantidade de dinheiro que movimenta. Se uma carga de drogas é apreendida, eles têm o dinheiro da ‘cebola’ ou das rifas para cobrir. O Comando Vermelho e a Família do Norte, por exemplo, não têm esse caixa e as dívidas acabam em brigas, execuções, confusões. Aproveito para lembrar que a ‘empresa’ PCC não comete roubos. Tem membros da facção que são assaltantes e agem de forma independente. Não é porque se filiam que precisam dar satisfação ao ‘Marcola’ de tudo que vão fazer, isso é uma lenda”.

A facção também tem vários paióis espalhados pelo País. Algumas das armas que estão nestes depósitos são rotativas e podem ser alugadas aos integrantes, que precisem delas em ataques a banco, por exemplo. A devolução é exigida, ou o valor da arma será pago. Se não com dinheiro, com a vida de quem locou e não devolveu.

O outro investigador entrevistado conta que a expansão do PCC para fora do Brasil está sendo acompanhada de perto. “Existe um deputado na Bolívia com o mesmo sobrenome de ‘Marcola’ e ‘Alejandro’. Chequei pessoalmente a possibilidade de Gabriel Herbas Camanho ser irmão deles, mas nos documentos os nomes dos pais do deputado são diferentes. Acho remotíssima a possibilidade de que os três sejam irmãos, mas confirmamos outras coisas importantes. Principalmente, que mesmo a força do PCC não sendo tão grande nos Países vizinhos, a facção já tem negócios consolidados na Bolívia e no Paraguai”.

Venceslau 

Todos os membros da cúpula da facção são custodiados na Penitenciária Maurício Henrique Guimarães Pereira, a P2 de Presidente Venceslau. A unidade ficou conhecida como ‘Proibida’ pelo status de intocáveis que os detentos de lá ganharam no mundo do crime. “Quem consegue trazer mais droga e vender mais no Brasil tem lucros maiores. Com lucros maiores, conseguem mais poder na facção. Na cúpula estão os principais narcotraficantes do País. A força do PCC não está em quem está fora da cadeia, mas em quem está dentro. O PCC é Venceslau”,disse o policial civil. 

O investigador da Delegacia de Facções afirma que é preciso que todas as Polícias se unam para estabelecer estratégias de enfrentamento. “Não existe uma solução milagrosa para acabar com o PCC. Dediquei toda a minha vida profissional a enfrentar essa facção e vejo que isto não fez com que ela sucumbisse ou mesmo enfraquecesse. Para atacar realmente o PCC, nós precisamos de um plano nacional de Segurança Pública”

O delegado Fábio Lopes, da Delegacia de Roubo a Banco do Deic, também acredita que a integração seria o meio mais eficiente de combate. “O PCC tem uma coisa que o Estado não tem: o poder do terror. A Polícia tem, sim, força para enfrentar o PCC, mas necessitamos de um convencimento geral de que a legislação precisa ser modificada em alguns pontos, para dar mais força ao combate do crime organizado. As Polícias sofrem dos mesmos problemas, apenas de tamanhos diferentes. É preciso que o trabalho seja integrado, porque a gente aperta o cerco aqui e eles vão para outros estados. Quando apertam o cerco nos outros estados eles voltam para cá. A Polícia precisa de integração e fortalecimento. Isso podia ser feito pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). Era preciso traçar uma maneira de combater o crime organizado da mesma forma, agir padronizado, tornar norma o que cada Estado estiver fazendo de bom”.


Fonte: Diário do Nordeste

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Capitão Wagner descarta candidatura ao Governo ou ao Senado

O deputado estadual Capitão Wagner (PR) descartou, em mensagem direcionada a aliados políticos e simpatizantes, a hipótese de concorrer, em 2018, ao Senado ou ao Governo do Estado. Com bom capital de votos após perder, em 2016, no segundo turno, a eleição a Prefeito de Fortaleza, Wagner quer disputar um mandato de deputado federal e faz apelos aos militares com vocação para a política que, se algum deles se dispuser a disputar a eleição para governador ou senador, terá o seu apoio!

Ele afirmou que a decisão de se candidatar a deputado federal tem uma série de motivos. Entre eles, o alto custo da eleição para os cargos majoritários, “na eleição para prefeito não houve dinheiro nem para pagar o material de campanha, televisão e etc., estamos devendo até hoje. E ir para uma eleição sem ter a garantia de um recurso mínimo, seria na verdade uma irresponsabilidade muito grande”, pontuou

Ele observa que se fosse tão fácil como algumas pessoas estão pintando, não faltariam candidatos ao governo e senado. Wagner disse que quem quiser se candidatar terá seu apoio. “Agente precisa galgar mais um degrau. Fomos vereador de Fortaleza, deputado estadual e se tiver apoio de vocês vamos galgar a cada passo para que um dia a gente possa, ai por vontade da categoria, governar o Estado do Ceará. Acho que esse não é o momento ainda, não temos condição, mas quando Deus nos abençoar e for o momento adequado agente concorrerá”, concluiu.

Fonte: Ceara Agora

Motorista alcoolizado é detido ao tentar subornar policiais em Serra Talhada

Um motorista, de 36 anos, foi detido no domingo (14) após oferecer dinheiro a agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR 232, em Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco. O homem foi flagrado no teste do bafômetro e tentou subornar os policiais para não ser autuado.

Durante uma fiscalização no quilômetro 405 da BR 232, o motorista de um carro realizou o teste do bafômetro, que registrou o índice de 0,39mg/l. Esse valor configura crime de trânsito e prevê multa de R$2.934,70, suspensão do direito de dirigir e encaminhamento à delegacia de Polícia Civil.

Ao ser informado que ele poderia fazer um novo teste, o homem ofereceu R$100,00 ao agente para não registrar o flagrante e recebeu voz de prisão. No segundo teste, o aparelho apresentou o índice de 0,32mg/l, que configura infração de trânsito.

O motorista foi encaminhado junto com o dinheiro ofertado à Delegacia de Polícia Civil da região.

Casal cearense celebra 75 anos de casado com família de 180 pessoas

Setenta e cinco anos de casados e uma família com 180 pessoas, entre filhos, netos, bisnetos e tataranetos. Assim é a vida dos agricultores Maria Ducarmo Silva, de 90 anos e Pedro Pereira da Silva, de 100. Os dois são moradores do Sítio Muquém, no município de Crato, no sul do Ceará. Dona Ducarmo e seu Pedro casaram jovens, ela com 15; e ele, com 25 anos.

"A gente dançou a noite toda e no outro dia fomos pra casa, aí foi bom mesmo", conta a agricultora sobre o dia do casamento.

Da união nasceram 11 filhos, 71 netos, 86 bisnetos e 12 tataranetos. O casal pode até perder as contas, mas reconhece cada um e tem na família o maior patrimônio. Para criar os filhos, o casal precisou trocar a cidade pelo campo. "A gente planta

Foi com a agricultura que o casal sustentou a família, e os filhos ajudavam no trabalho. "A gente ia para a roça trabalhar com eles, almoçava e de tarde voltava", conta Maria Isabel Moreira de Almeida, filha mais velha que nasceu quando dona Ducarmo tinha apenas 16 anos.

Reunião de família

O domingo é dia de reunir a família Silva. Como todos moram nas proximidades, a reunião se dá no sítio dos pais e vira uma verdadeira festa. Dona Ducarmo é a primeira a colocar a mão na massa na hora de preparar o almoço no fogão à lenha. "Aqui fica um monte de panela. É filha, neta, todo mundo cozinhando", conta.

No encontro, os filhos agradecem a educação e o exemplo de vida dado pelo casal. O sonho dos dois agora e completar 80 anos de casamento e ainda ver a família crescer. Tudo isso com um importante ingrediente para uma vida saudável e feliz: o amor.

Fonte: G1 CE

Pais passam noite em fila para matricular filhos em escola do Antônio Bezerra, em Fortaleza

Para garantir a matrícula na Escola Estadual do Ensino Médio Patronato Sagrada Família, pais e responsáveis formaram fila desde a manhã de sábado (13), e passaram a noite na frente da instituição, no Bairro Antônio Bezerra, em Fortaleza. Neste domingo (14), cerca de 40 pessoas estavam no local.

Segundo a Secretaria da Educação do Estado (Seduc), a matrícula de novatos na escola foi antecipada e ocorre a partir das 7h desta segunda-feira (15).

Os pais alegam que a preferência por turnos específicos foi a motivação para disputar as primeiras horas do atendimento, apesar de haver garantia de vagas para os estudantes na instituição. A fila começou a se formar por volta das 5h do sábado.

De acordo com a Seduc, a etapa de remanejamento interno e externo na escola foi finalizada, e a instituição dispõe de vagas. A secretaria garante que "não há necessidade de fila".

Documentação
No restante da rede estadual, a matrícula de novatos tem início no próximo dia 22 de janeiro e seguem até o dia 02 de fevereiro.

Os pais e responsáveis devem levar a cópia da certidão de nascimento e transferência ou declaração de escolaridade, além de uma pasta escolar e duas fotos 3x4.

É recomendável que o aluno apresente os documentos de Registro Geral (RG) e Cadastro de Pessoa Física (CPF), mas quem não estiver com a documentação solicitada, poderá entregar à escola em outra data. Os interessados devem procurar a unidade de ensino mais próxima de sua residência.

Fonte: G1

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Hot Sonakshi Sinha , Car Price in India