Faça Aqui Sua Aposta

SIGA NOSSO BLOG NO TWITTER

CONTATO: narotadasnoticias@hotmail.com
SEJAM BEM VINDO....

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Prefeitos do sertão de Pernambuco reclamam da falta de dinheiro e relatam dificuldades para manter em dia a folha de pagamento

Assumir o comando de uma prefeitura, em tempo de crise econômica, não foi nada fácil para a maioria dos gestores municipais da região do sertão de Pernambuco. A reclamação é a mesma entre diferentes prefeitos ouvidos pelo Blog do Didi Galvão: se por um lado falta dinheiro, por outro sobram responsabilidades e respostas a dar para o eleitor que, muitas vezes, estão, literalmente, batendo na porta da gestão para cobrar o atendimento de suas demandas. O maior problema desses prefeitos é com a folha de pagamento, quando entra algo dos repasses a equipe econômica da administração tem que fazer algumas escolhas: como pagamento do pessoal efetivo, fornecedores e contratados.

Alguns dos novos prefeitos do sertão de Pernambuco alegam ter chegado a este cenário com um agravante: a casa desarrumada pelos antecessores e muitas dívidas deixadas por eles. Seca, desmonte da máquina pública e escassez de recursos, tudo isso dificulta as administrações municipais e consequentemente a vida desses novos gestores. Por outro lado as populações desses municípios não aceitam essas justificativas, todos comungam dos mesmos pensamentos: o prefeito foi eleito para resolver os problemas.

Os prefeitos de cada município do sertão de Pernambuco alegam ainda que os repasses caíram significativamente, que há anos os repasses não são suficientes nem mesmo para fechar as contas de funcionários dos serviços básicos prestados à população. Segundo um dos prefeitos com quem conversamos, a situação mais preocupante se reflete na redução dos recursos do Fundo de Participação dos Municípios e ICMS (Imposto de Circulação de Mercadoria e Serviços). Em razão de vários fatores que contribuem com essa situação, mesmo disse ainda que por conta dessas perdas sua administração não vem conseguindo fazer os pagamentos de todos os servidores na mesma data.

O problema vem se agravando a tal ponto que alguns gestores já trabalham com a possibilidade de diminuição de funcionários contratados e de cargos comissionados, com o objetivo de equilibrar as finanças de seus respectivos municípios e também de diminuir desgastes perante a opinião pública. Todos os municípios da região do sertão do São Francisco, ainda não efetuaram os pagamentos dos servidores contratados e de comissionados. Os prefeitos desses municípios disseram a nossa reportagem, que conseguiram pagar todos os servidores do quadro de permanentes e que esta semana deve pagar aos demais servidores.

Fonte: Blog do Didi Galvão

Jovem de Penaforte se destaca na "I corrida Verdes Mares Cariri" em Juazeiro do Norte-CE

O jovem Penafortense Thiago Aguiar Rocha, com o apoio do Governo Municipal e da Secretaria Municipal de Esportes, participou no último domingo dia 17 de setembro da I corrida da TV verdes Mares Cariri em Juazeiro do Norte.

Thiago participou da prova de 6km e mesmo sem conhecer o percurso previamente e participando pela primeira vez de uma corrida de rua desse tipo,   se destacou ente os tantos atletas experientes participantes. A TV Verdes Mares  destacou que foram mais de 1.400 inscritos. Thiago ficou entre os 12 melhores na sua modalidade. 

O resultado já rendeu frutos ao jovem de 18 anos. Ele foi convidado a fazer parte da equipe "Os Voluntários" de Juazeiro do Norte, que tem como idealizador o professor Cicero Sales, um dos nomes mais conhecidos do atletismo na região do Cariri, e que é  cadastrada na confederação brasileira de atletismo, mandando frequentemente atletas para provas em todas as regiões do país. "Os Voluntários" venceu em todas as categorias da Corrida Verdes Mares Cariri e já trabalha seus principais nomes para a Corrida Verdes Mares de Fortaleza.

O jovem Thiago destaca que ficou muito feliz com o resultado por ter sido sua primeira corrida de rua e por ter recebido apoios importantes para continuar a buscar seu sonho de ser um atleta: "Hoje eu tenho uma equipe para poder disputar as competições mais importantes e graças a Deus é a melhor equipe do cariri, contando com o apoio da Prefeitura e do prefeito Agábio que me incentivou a disputar essa primeira de tantas outras corridas que virão".

PM apreende 170 quilos de maconha em Penaforte

Penaforte. A Polícia Militar (PM-CE) apreendeu um carregamento de cerca 170 quilos de maconha, na madrugada desta terça-feira (19), no município de Penaforte. A operação, integrada com a Polícia Civil, prendeu Márcio Alves Couto em flagrante. Segundo a Polícia, o acusado  trazia o carregamento de Governador Valadares (MG).

Nas proximidades do Posto de Fiscalização de Penaforte, divisa entre os estados de Ceará e Pernambuco, a equipe da Força Tática de Apoio (FTA), da Polícia Militar, suspeitou do comportamento do motorista e o abordou. Na carroceria da caminhonete de cor branca, conduzida pelo suspeito, foi descoberta a droga embalada em tijolos. Além da maconha, uma pequena quantidade de crack também foi encontrada.

O motorista foi conduzido até Delegacia Regional de Brejo Santo (21ª Região) e lá disse a polícia que o carregamento pertencia a outro homem, que o havia pago para transportar até Fortaleza (CE). Ele foi autuado por tráfico interestadual de drogas e transferido para a cadeia pública de Penaforte.

Esta foi a maior apreensão de drogas, este ano, registrada na Região do Cariri. A Polícia Militar instaurou um inquérito para investigar o caso e descobrir o destino do carregamento.

Fotos redes Sociais

Fonte: Diário Cariri/ Diário do Nordeste

Cultura e arte em Penaforte

FOI REALIZADO NESTE ÚLTIMO DOMINGO EM PENAFORTE NA ESCOLA FÁTIMA REGINA EVENTO CULTURAL DE DANÇA DE CAPOEIRA. A PROGRAMAÇÃO CONTOU COM A PRESENÇA DE VÁRIOS MESTRES DA CAPOEIRA DE VÁRIAS CIDADES DA REGIÃO DO CEARÁ E PERNAMBUCO. O LÍDER DA ORGANIZAÇÃO, O LUCIANO (MESTRE KALADO) COMO É CONHECIDO POR TODOS , FALOU DO GRANDE DESEMPENHO E A FORÇA DE VONTADE VOLUNTÁRIA QUE TEM PRA DA AULAS AS CRIANÇAS DE PENAFORTE. É UMA ARTE E CULTURA QUE LEVO A VARIAS CIDADES VIZINHAS, TENHO ALGUMAS DIFICULDADES POR FALTA DE INCENTIVOS POLÍTICOS, MAIS VOU EM FRENTE, PRINCIPALMENTE QUANDO VEJO A ALEGRIA NOS OLHOS DAS CRIANÇAS . O EVENTO ACONTECE UMA VEZ POR ANO E OS ALUNOS SÃO GRADUADOS DENTRO DO ESTILO E CARACTERÍSTICAS DA CAPOEIRA. AS AULAS VOLUNTÁRIAS ACONTECEM AS TERÇAS E QUINTAS FEIRAS DAS 18:00 AS 20:00 NA PRÓPRIA ESCOLA FÁTIMA REGINA. O SITE WWW.PENAFORTEFM.COM.BR PARABENIZA A TODOS DA EQUIPE DE MESTRES QUE FAZEM ESSE BRILHANTE TRABALHO VOLUNTÁRIO.

Fonte: Penaforte FM

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Senador Roberto Requião propõe fim do tratamento cerimonioso a autoridades

Uma proposta apresentada pelo senador Roberto Requião (PMDB-PR) prevê que cidadãos e detentores de cargos públicos sejam chamados simplesmente de “senhor” ou “senhora”, excluindo as formas de tratamento “excelência” e “doutor” (PLS 332/2017). O senador quer pôr fim ao modo cerimonioso de tratar autoridades depois que a procuradora da República Isabel Vieira protestou, ao ser chamada de “querida” pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em depoimento ao juiz Sérgio Moro, no Paraná. Ela exigiu a forma protocolar devida. Para Requião, um tratamento herdado da monarquia não cabe numa democracia, onde deve haver igualdade. A proposta está em análise na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

Polícia investiga quem colou cartazes em Quixeramobim com recompensa pela “cabeça de homem”

Cartazes foram colados em postes oferecendo recompensas de até R$ 10 mil para quem trouxer a cabeça de um homem ou R$ 1 mil para informar o local do procurado. Os anúncios foram distribuídos no bairro Conjunto Esperança, no município de Quixeramobim, a 212 km de Fortaleza. A foto que está no cartaz é de um homem conhecido como “Mucuin”.

Até o momento, não se sabe quem está por trás da divulgação dos cartazes nem por qual motivo dos anúncios.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a investigação sobre os cartazes está sendo realizado pela Delegacia Municipal de Quixeramobim. a pasta informou que os anúncios já foram retirados dos postes.

“Diligências estão em andamento no sentido de prender os envolvidos no fato. Mais detalhes serão repassados no momento oportuno para compreender os trabalhos dos policiais”, acrescentou a SSPDS em nota enviada ao Tribuna do Ceará.

Fonte: Tribuna do Ceará

Guilherme Landim anuncia oficialmente pré-candidatura a Deputado Estadual

Em uma coletiva de impressa acontecida nesta segunda-feira (18/set) no Plenário da Câmara Municipal de Brejo Santo – CE, onde estiveram presentes vários prefeitos e lideranças políticas da região do Cariri, o ex-prefeito Guilherme Landim (PDT) esclareceu fatos envolvendo o seu nome e anunciou, oficialmente, a sua pré-candidatura a Deputado Estadual.

Estiveram presentes os prefeitos – Agábio (Penaforte) , Fábio de Porteiras, Lielson Landim de Milagres, Diego Feitosa de Missão Velha, Neta de Jati, Mano Morais de Mauriti, e ex-prefeitos de vários municípios inclusive de Brejo Santo, além de secretários e prefeita Teresa Landim e vice Bosco Sampaio.

Esclarecimento

Guilherme falou sobre as notícias veiculadas na imprensa de que ele havia tido os direitos políticos suspensos por cinco anos, por uma decisão do Juiz Fabrício de Lima Borges da 16ª Vara da Justiça Federal, em uma ação movida pelo Ministério Público Federal (MPF) que denuncia a contratação da empresa “Fofa Chão Produções” sem a realização do processo de licitação (Clique aqui e relembre).

O ex-prefeito disse que não fugiria do assunto e esclareceu que o processo se refere à contratação de bandas que participaram do “São João de Brejo Santo”, em 2010. Guilherme salientou que o processo já foi julgado em primeira instância e que em nenhum momento o Juiz havia mencionado (no processo) que o mesmo teria lesado o município. Ao citar a sentença, o magistrado mencionou que já havia prestado esclarecimento à justiça, que as investigações não apontaram para nenhum desvio de verbas do município, disse estar certo de que tudo será esclarecido brevemente e que a sua consciência está limpa diante dos fatos.

Algumas pessoas me aconselharam a não mais falar sobre o assunto, uma vez que eu já tinha enviado a nota de esclarecimento, mas eu jamais dormiria sossegado se eu não convidasse vocês (imprensas e aliados políticos) para esclarecer tudo!” – Afirmou Guilherme Landim.

Agora é declarado

Na oportunidade Guilherme Landim lembrou a luta do seu pai, o saudoso Deputado Estadual Welington Landim. Lembrou-se do seu legado de bom político, batalhador e honesto. Emocionado, Guilherme lançou (uma vez que a lei permite) a sua pré-candidatura a Deputado Estadual.

“Estarei assumindo o seu legado (Welington Landim), pois a região está órfã de um representante na assembleia!” – Declarou Guilherme.
Guilherme Landim disse que a sua pré-candidatura depende de aprovação em conversão, mas afirmou que seguirá “firme” nos propósitos de servir ao povo e que estará trabalhando ao lado de uma possível reeleição do governador Camilo Santana. Todos que estavam no plenário aplaudiram e garantiram apoio aos propósitos de Guilherme Landim.

Fonte: Agencia  Okariri

domingo, 17 de setembro de 2017

General fala em intervenção se Justiça não agir contra corrupção

Um general da ativa no Exército, Antonio Hamilton Mourão, secretário de economia e finanças da Força, afirmou, em palestra promovida pela maçonaria em Brasília na última sexta-feira (15), que seus "companheiros do Alto Comando do Exército" entendem que uma "intervenção militar" poderá ser adotada se o Judiciário "não solucionar o problema político", em referência à corrupção de políticos.

Mourão disse que poderá chegar um momento em que os militares terão que "impor isso" [ação militar] e que essa "imposição não será fácil". Segundo ele, seus "companheiros" do Alto Comando do Exército avaliam que ainda não é o momento para a ação, mas ela poderá ocorrer após "aproximações sucessivas".

"Até chegar o momento em que ou as instituições solucionam o problema político, pela ação do Judiciário, retirando da vida pública esses elementos envolvidos em todos os ilícitos, ou então nós teremos que impor isso."

O general afirmou ainda: "Então, se tiver que haver, haverá [ação militar]. Mas hoje nós consideramos que as aproximações sucessivas terão que ser feitas". Segundo o general, o Exército teria "planejamentos muito bem feitos" sobre o assunto, mas não os detalhou.

Natural de Porto Alegre (RS) e no Exército desde 1972, o general é o mesmo que, em outubro de 2015, foi exonerado do Comando Militar do Sul, em Porto Alegre, pelo comandante do Exército, Eduardo Villas Bôas, e transferido para Brasília, em tese para um cargo burocrático sem comando sobre tropas armadas, após fazer críticas ao governo de Dilma Rousseff. Um oficial sob seu comando também fez na época uma homenagem póstuma ao coronel Brilhante Ustra, acusado de inúmeros crimes de tortura e assassinatos na ditadura militar.

A palestra de sexta-feira (15) foi promovida por uma loja maçônica de Brasília e acompanhada por integrantes do Rio de Janeiro e de Santa Catarina, entre outros. Segundo o vídeo de duas horas e 20 minutos que registra o evento, postado na internet, Mourão foi apresentado no evento como "irmão", isto é, membro da maçonaria do Rio Grande do Sul.

Ele se definiu como "eterno integrante da [comunidade de] inteligência", tendo sido graduado como oficial de inteligência na ESNI (Escola do Serviço Nacional de Informações). Criado após o golpe militar de 64 e extinto em 1990, o SNI era o braço de inteligência do aparato de repressão militar para ajudar a localizar e prender opositores do governo militar, incluindo sindicalistas, estudantes e militantes da esquerda armada.

Um dos organizadores do evento, o "irmão" Manoel Penha, brincou, no início da palestra, que havia outros militares à paisana na plateia, com "seu terninho preto, sua camisa social". Ele afirmou em tom de ironia: "A intervenção que foi pedida, se feita, será feita com muito amor".

Na sua exposição, de quase uma hora, o general criticou a Constituição de 1988, que segundo ele garante muitos direitos para os cidadãos e poucos deveres, atacou a classe política. "Sociedade carente de coesão cívica. A sociedade brasileira está anímica. Ela mal e porcamente se robustece para torcer pela Seleção brasileira ou então sai brigando entre si em qualquer jogo de time de futebol. Crescimento insuficiente e o Estado é partidarizado. O partido assume, ele loteia tudo. Tal ministério é do sicrano, tal do fulano, e aquilo é porteira aberta. Coloca quem ele quer lá dentro e vamos dar um jeito de fabricar dinheiro."

O general respondeu a uma pergunta lida pelos organizadores do evento, segundo a qual "a Constituição Federal de 88 admite uma intervenção constitucional com o emprego das Forças Armadas". Contudo, "intervenção militar" não é prevista em nenhum trecho da Constituição. O artigo 142 da Carta, que costuma ser citado por militantes na internet, fala apenas que as Forças Armadas destinam-se à defesa da Pátria e "à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes [Poderes], da lei e da ordem". O texto, portanto, condiciona uma eventual ação militar a uma iniciativa anterior dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. A pergunta também sugeriu um "fechamento do Congresso".

Na sua resposta, contudo, Mourão não rebateu a afirmação contida na pergunta de que uma "intervenção" seria constitucional e nada falou sobre fechamento do Legislativo. Pelo contrário, elogiou-a como "excelente pergunta".

Em nota neste domingo (17), o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, organização não governamental, disse que vê com "preocupação e estranheza" a sugestão do general de que o Exército poderá "intervir militarmente, caso a situação política não melhore". "Esta declaração é muito grave e ganha conotação oficial na medida em que o General estava fardado e, por isso, representando formalmente o Comando da força terrestre. Ela é ainda mais grave por ter sido emitida pelo Secretário de Economia e Finanças, responsável pelo gerenciamento de recursos da Força e, portanto, soar como chantagem aos Poderes constituídos em um momento de restrição orçamentária."

"O Exército Brasileiro tem pautado sua atuação no cumprimento da lei, buscando ser fator de estabilidade política e institucional. Não é possível, neste delicado quadro, vermos a confiança da população nas Forças Armadas ser abalada por posturas radicais, ainda mais diante da aguda crise de violência que atinge o país", diz a nota.

A Folha procurou na tarde deste domingo (17) o Comando do Exército e o Ministério da Defesa para ouvi-los sobre as declarações do general. Em nota, o Centro de Comunicação Social do Exército informou "que o Exército Brasileiro, por intermédio do seu comandante, general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas tem constantemente reafirmado seu compromisso de pautar suas ações com base na legalidade, estabilidade e legitimidade".

A Folha pediu contato com o general Mourão, para que comentasse suas declarações, mas o centro de comunicação social do Exército informou que as respostas serão dadas por meio do órgão. Segundo o jornal "O Estado de S. Paulo", Mourão disse que "não está insuflando nada" e que "não defendeu [intervenção], apenas respondeu a uma pergunta". Porém, logo em seguida o general reiterou que "se ninguém se acertar, terá de haver algum tipo de intervenção, para colocar ordem na casa".

Disse ainda que "não é uma tomada de poder. Não existe nada disso. É simplesmente alguém que coloque as coisas em ordem, e diga: atenção, minha gente vamos nos acertar aqui e deixar as coisas de forma que o país consiga andar e não como estamos. Foi isso que disse, mas as pessoas interpretam as coisas cada uma de sua forma. Os grupos que pedem intervenção é que estão fazendo essa onda em torno desse assunto".

O Ministério da Defesa não havia se manifestado até a conclusão deste texto.

*

A seguir, a íntegra do trecho em que o general falou sobre a "intervenção".

Pergunta: [apresentador lê um papel com a pergunta] "A Constituição Federal de 88 admite uma intervenção constitucional com o emprego das Forças Armadas. Os poderes Executivos [sic] e os Legislativos estão podres, cheio de corruptos, não seria o momento dessa interrupção, [corrigindo] dessa intervenção, quando o presidente da República está sendo denunciado pela segunda vez e só escapou da primeira denúncia por ter 'comprado', entre aspas, membros da Câmara Federal? Observação: fechamento do Congresso, com convocações gerais em 90 dias, sem a participação dos parlamentares envolvidos em qualquer investigação. Gente nova."

Mourão: Excelente pergunta. Primeira coisa, o nosso comandante, desde o começo da crise, ele definiu um tripé pra atuação do Exército. Então eu estou falando aqui da forma como o Exército pensa. Ele se baseou, número um, na legalidade, número dois, na legitimidade que é dada pela característica da instituição e pelo reconhecimento que a instituição tem perante a sociedade. E número três, não ser o Exército um fator de instabilidade, ele manter a estabilidade do país. É óbvio, né, que quando nós olhamos com temor e com tristeza os fatos que estão nos cercando, a gente diz: 'Pô, por que que não vamo derrubar esse troço todo?' Na minha visão, aí a minha visão que coincide com os meus companheiros do Alto Comando do Exército, nós estamos numa situação daquilo que poderíamos lembrar lá da tábua de logaritmos, 'aproximações sucessivas'. Até chegar o momento em que ou as instituições solucionam o problema político, pela ação do Judiciário, retirando da vida pública esses elementos envolvidos em todos os ilícitos, ou então nós teremos que impor isso. Agora, qual é o momento para isso? Não existe fórmula de bolo. Nós temos uma terminologia militar que se chama 'o Cabral'. Uma vez que Cabral descobriu o Brasil, quem segue o Cabral descobrirá alguma coisa. Então não tem Cabral, não existe Cabral de revolução, não existe Cabral de intervenção. Nós temos planejamentos, muito bem feitos. Então no presente momento, o que que nós vislumbramos, os Poderes terão que buscar a solução. Se não conseguirem, né, chegará a hora que nós teremos que impor uma solução. E essa imposição ela não será fácil, ele trará problemas, podem ter certeza disso aí. E a minha geração, e isso é uma coisa que os senhores e as senhoras têm que ter consciência, ela é marcada pelos sucessivos ataques que a nossa instituição recebeu, de forma covarde, de forma não coerente com os fatos que ocorreram no período de 64 a 85. E isso marcou a geração. A geração é marcada por isso. E existem companheiros que até hoje dizem assim, 'poxa, nós buscamos a fazer o melhor e levamos pedradas de todas as formas'. Mas por outro lado, quando a gente olha o juramento que nós fizemos, o nosso compromisso é com a nação, é com a pátria, independente de sermos aplaudidos ou não. O que interessa é termos a consciência tranquila de que fizemos o melhor e que buscamos de qualquer maneira atingir esse objetivo. Então, se tiver que haver, haverá. Mas hoje nós consideramos que as aproximações sucessivas terão que ser feitas. Essa é a realidade.

Fonte: Folha.com

Bandidos tomam de assalto caminhão com carga de gás de cozinha avaliada em 100 mil reais, em Assaré

Um caminhão Mercedes Benz, ano 2016, de cor vermelha e placas PIU 4841, inscrição de Picos-PI que transportava uma carga com 536 botijões de gás de cozinha avaliada em R$ 100 mil reais, foi tomado de assalto no final da manhã desta sexta-feira (15), na zona rural de Assaré. O veículo era guiado pelo caminhoneiro João do Nascimento Filho, 37 anos residente na cidade de Picos, estado do Piauí.

De acordo com o boletim policial, a vítima relatou que teria saído de Crato-CE por volta das 10 horas da empresa em que presta serviços no bairro Muriti com destino a Pìcos-PI, quando cerca de uma hora e quarenta minutos depois na CE 292 na serra de Aratama, no distrito de mesmo nome foi abordado por três homens não identificados ocupantes de um automóvel de modelo e demais características não anotadas, dois dos quais armadores de revólveres ordenaram que ele parasse o veículo e passasse para o banco traseiro do caminhão.

Ainda segundo o que disse o motorista, o mesmo ficou refém do bando até por volta das 18 horas, sendo liberado nas imediações da divisa do Ceará com Pernambuco. Além da carga e do caminhão, o trio ainda roubou do motorista, documentos pessoais em seguida empreendeu fuga para lugar ignorado. João do Nascimento após caminhar aproximadamente trinta quilômetros até chegar ao posto fiscal Asa Branca onde comunicou o ocorrido a policia militar e depois a Delegacia Regional de Policia Civil do Crato registrando a queixa.

Foto: Ilustração

Fonte: AGÊNCIA CARIRICEARA

sábado, 16 de setembro de 2017

Poucas horas após ser lançado, clipe de Avine Vinny e Wesley Safadão é excluído do YouTube

Na noite dessa sexta-feira, 15, o clipe da música “Whisky, Cigarro e Violão”, do cantor sobralense Avine Vinny, conhecido como “O Cara do Momento”, com participação de Wesley Safadão, foi retirado do ar poucas horas depois de ser lançado no YouTube.

De acordo com a assessoria de Avine , Safadão e o sobralense sofreram um boicote, após recusarem propostas da Som Livre. “Eu fiquei bastante surpreso. Esse vídeo era um desejo meu e do Wesley, nossos fãs estavam ansiosos, assim como nós. Fomos pegos de surpresa!”, afirma Avine Vinny ao blog.

Ao “Vai, Forrozão”, Marcelo Toller, consultor de marketing musical da Luan Promoções, empresa que gerencia Wesley Safadão, explica que a autorização obtida por Avine Vinny dá direito apenas a versão solo e cantada em forró. “Para fazer um dueto com Wesley Safadão, ele deveria ter pedido uma nova autorização a Editora Som Livre, que cuida das obras do Jujuba, compositor da música”, conta.

Segundo Marcelo, a AudioMix pagou a exclusividade da música no Brasil para trabalhá-la com o cantor Israel Novais. “A autorização obtida há 6 meses pelo Avine não vale para gravar uma nova versão, já que a exclusividade é da AudioMix. Mesmo se Jujuba tivesse autorizado, ele poderia ser processado”, ressalta o consultor.

O “Vai, Forrozão!” entrou em contato com a assessoria da Som Livre e obteve o seguinte retorno: “Vamos checar! Como hoje é sábado, o fluxo realmente é mais lento”

Fonte: O Povo Online

Pai de menina de 11 anos que fugiu com garoto alerta pais a monitorar os filhos na internet

Os pais da menina de 11 anos que fugiu de casa no Bairro Bom Jardim, em Fortaleza, acompanhada de um garoto vizinho de 12 anos, na última terça-feira (13), alertam sobre a supervisão de crianças e adolescentes nas redes sociais. Foi a lição que eles disseram que aprenderam com o caso, em relato ao programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT.

Francisco Geisson, responsável por Ana Yasmim de Sousa, contou que a filha sempre estava conversando com Natanael Santos, seu namorado. O pai reconhece que, ao invés de um garoto, poderia ter sido um adulto, e que foi uma sorte ter a reencontrado.

“A gente tem que agradecer primeiro a Deus pelo retorno de nossa filha. Temos que estar atentos com nossas crianças nas redes sociais. A gente não sabe com quem eles estão conversando. Tenham cuidado com os seus filhos. A gente sempre a via no WhatsApp e, quando ia olhar, ela apagava a conversa”, ressalta Francisco.

O casal de crianças foi encontrado na casa de um tio de Natanael Santos, no município de Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza, nesta quarta-feira (13), graças a uma denúncia de vizinhos. A mãe da menina agradeceu a todos que contribuíram para encontrar o local em que a sua filha e o outro menino estava.

“Quando a criança sai sozinha no mundo, a gente fica sem esperança. Mas ela retornou. Eu só tenho que agradecer a quem ajudou a gente. Muito obrigada”, agradece Silvânia de Sousa.

Até o momento da fuga, ela desconhecia o relacionamento entre as duas crianças. Ao chegar em casa, Silvânia fez questão de conversar com a filha sobre o namoro e alertá-la que era muito nova para iniciar um romance.

“Eu expliquei para ela que, quando chegar o tempo de Deus, você vai namorar. Só tem 11 anos. Uma mãe não quer o mal para o seu filho. O momento é de estudar”, relata a orientação que deu para filha.

Natanael dos Santos e Ana Yasmim foram encaminhados para o 8º Distrito Policial, no Bairro José Walter, em Fortaleza. A garota de 11 anos também foi encaminhada para a Delegacia de Combate a Exploração da Criança e Adolescente (Dececa), para ser submetida a alguns exames. O menino foi entregue a casa dos pais. Os pais dele não quiseram conversar com a reportagem.


Fonte: Tribuna do Ceará

Jornalismo de luto, Marcelo Rezende morre aos 65 anos

Morreu o jornalista Marcelo Rezende, aos 65 anos, neste sábado, 16. O apresentador lutou contra um câncer no pâncreas e no fígado durante quatro meses. Rezende estava internado desde a última terça-feira, 12, no Hospital Moriah, em São Paulo. Ele foi internado após sentir fortes dores e foi diagnosticado com pneumonia grave. A informação foi divulgada pela Record neste sábado no programa Cidade Alerta.
Parte do sistema digestivo de Rezende já estava comprometido quando deu entrada no hospital, resultando em falência múltipla dos órgãos. Ele foi diagnosticado em maio deste ano e desde então estava afastado da TV. Ele deixou o comando do Cidade Alerta, programa que apresentou durante seis anos.

Marcelo Rezende optou por tratamentos alternativos e chegou a divulgar um vídeo, no último dia 3, se mostrando otimista. Ele justicou a decisão de desistir da quimioterapia, tratamento da medicina tradicional para quem sofre de câncer.

Veja íntegra da nota da TV Record:

"A Record TV informa com grande pesar o falecimento de Marcelo Rezende, neste 16 de setembro de 2017, no Hospital Moriah, zona sul de São Paulo. Transmitimos nossas sinceras condolências ao familiares e amigos do jornalista com o qual tivemos a honra e o privilégio de trabalhar e que atuou com tanto brilhantismo em nossa programação.

O apresentador estava afastado do Cidade Alerta desde maio, quando descobriu um câncer no pâncreas e no fígado. Ele estava no comando do programa desde 2012 e ali imprimiu a sua marca, expondo os problemas de segurança pública do País com a coragem que sempre pautou sua trajetória, transformando o Cidade Alerta em um importante canal de denúncias. "Esse jornalismo que eu e alguns companheiros fazemos é o jornalismo que revela as mazelas do País", disse ele.

Com mais de 40 de carreira, Marcelo Rezende deixa um grande legado ao jornalismo do Brasil e da Record TV. Sua trajetória foi sempre guiada pela coragem em tocar em feridas sociais. Do flagrante de abuso policial na Favela Naval, em Diadema (SP), à corrupção no futebol, passando pelos inesquecíveis depoimentos de Francisco Assis Pereira, o Maníaco do Parque, e do ex-goleiro Bruno. Rezende foi um repórter investigativo de raro talento e um apresentador polêmico que não tinha medo de expor suas opiniões. Alguns dos episódios mais marcantes de sua carreira ele narrou no livro "Corta pra Mim", lançado em 2013 pela editora Planeta, que tornou-se rapidamente um best-seller.

Rezende iniciou sua carreira na mídia impressa, aos 17 anos, no Jornal dos Sports, em sua cidade natal, no Rio de Janeiro, e atuou como jornalista esportivo por um longo período. Atuou no jornal O Globo e em seguida na Revista Placar, da editora Abril, até que, por fim ingressou na televisão, em 1988, quando foi trabalhar no Globo Esporte. A carreira sofreu uma guinada quando foi designado para fazer reportagens investigativas. Em 1999, fez parte da equipe de criação do Linha Direta, do qual tornou-se apresentador.

Na Record TV, o jornalista apresentou o Cidade Alerta em duas ocasiões, entre 2004 e 2005, e de 2012 a 2017, além de ter comandado o Repórter Record e o quadro A Grande Reportagem, exibido pelo Domingo Espetacular. Trabalhou também na Rede TV! onde apresentou o Repórter Cidadão e o Rede TV! News. Na Band esteve a frente do Tribunal na TV.
No dia da estreia do novo Cidade Alerta, em 2012, Marcelo deu o tom do que o telespectador poderia esperar : "Nós não temos amigos, nem inimigos. Trabalhamos para o interesse público, o interesse da comunidade, o interesse da sociedade".
Nessa nova fase do Cidade Alerta, a carreira do Marcelo também foi marcada pela inusitada interação com a equipe de jornalistas espalhada pelo Brasil. Descontração e alegria que contagiaram milhões de brasileiros e marcaram uma nova alternativa de informar os telespectadores". 

Fonte:  O POVO Online

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Hot Sonakshi Sinha , Car Price in India