SIGA NOSSO BLOG NO TWITTER

CONTATO: narotadasnoticias@hotmail.com
SEJAM BEM VINDO....

sábado, 11 de junho de 2016

Projeto São Francisco terá reservatórios abastecidos no primeiro trimestre de 2017

Brasília-DF, 11/6/2016 - As águas que vão abastecer a população no semiárido brasileiro, depois de concluídas as obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco, já estarão em reservatórios no primeiro trimestre de 2017. A afirmação é do ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, que encerrou neste sábado (11) a inspeção que fez às obras do Projeto nos estados de Pernambuco, Ceará e Paraíba. A conclusão das obras físicas nos dois eixos do empreendimento - Norte e Leste - está prevista para dezembro deste ano.

"É uma obra estratégica e fundamental para que possamos garantir água para os brasileiros desta região", afirmou Helder Barbalho. Durante dois dias ele acompanhou o andamento dos trabalhos in loco, reuniu-se com equipes técnicas do Ministério e de construtoras, visitou famílias reassentadas em uma vila produtiva rural, sobrevoou toda a extensão das obras e fez um balanço positivo da vistoria às infraestruturas.

De acordo com o ministro, o ritmo de trabalho será intensificado ainda mais nos próximos meses. "O objetivo é garantir a entrega tanto do Eixo Norte quanto do Eixo Leste até dezembro deste ano e a chegada das águas ainda no primeiro trimestre de 2017, com o enchimento de todos os reservatórios", disse, enquanto observava o trabalho do Exército Brasileiro num trecho entre os estados de Pernambuco e Bahia. "Esta é uma parceria importante que está nos ajudando a construir vias de acesso entre as estações de bombeamento", pontuou.

A visita às obras neste sábado (11) concentrou-se no Eixo Leste, que possui 217 quilômetros de extensão e, quando concluído, levará água aos estados de Pernambuco e Paraíba. Campina Grande, por exemplo, com mais de 630 mil habitantes, será uma das cidades beneficiadas. O Projeto São Francisco vai garantir o abastecimento constante de água a uma população de 12 milhões de pessoas em 390 municípios. Ceará e Rio Grande do Norte são os outros dois estados que receberão águas da maior obra de infraestrutura hídrica do país.

O primeiro ponto de vistoria foi o túnel Engenheiro Giancarlo Cavalcanti, em Monteiro (PB), onde equipes se revezam em atividades 24 horas por dia. A estrutura interligará os estados de Pernambuco e Paraíba. As escavações já alcançaram 2,2 quilômetros do total de 3 quilômetros de comprimento.

Complexidade

Depois de sobrevoar todo o Eixo Leste, o ministro e equipes estiveram na terceira estação de bombeamento (EBV-3) do Eixo Leste, em Floresta (PE), que vai elevar a água do rio em até 63,4 metros de altura. Durante o sobrevoo eles também observaram a primeira elevatória (EBV-1), estrutura com capacidade de bombear até 61,8 metros. A EBV-1 encontra-se em funcionamento e a água já percorre quase 20 quilômetros até o reservatório Braúnas.

As estações de bombeamento são consideradas obras complexas de engenharia. No Eixo Leste, seis estações serão responsáveis por elevar a água a 313 metros acima do nível do Rio São Francisco - altura equivalente a um edifício de 104 andares. Já no Eixo Norte, que possui três estações, a água será elevada a 176 metros acima do rio - altura comparada a um prédio de 58 andares.

Água em Alagoas

Ao término, a comitiva sobrevoou o Canal do Sertão Alagoano, obra complementar ao Projeto São Francisco, executada pelo governo de Alagoas com investimentos federais. Hoje, três etapas do empreendimento já beneficiam 167 mil habitantes em seis municípios: Delmiro Gouveia, Pariconha, Água Branca, Olho D'Água do Casado, Inhapi e Senador Rui Palmeira. Ao todo, os trechos I, II e III têm 93 quilômetros de extensão.

Toda a estrutura está orçada em mais de R$ 2 bilhões, sendo R$ 2,29 bilhões em investimentos da União e R$ 71,1 milhões do governo de Alagoas. No total, serão implantados 250 quilômetros de canais no sertão de Alagoas, para alcançar 42 municípios e beneficiar mais de um milhão de habitantes. A obra aumentará a oferta de água para consumo humano, animal e atividade agrícola na região.


Fonte: MI
Reações:
Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Cometários publicados no site é de responsabilidade de quem comenta e não significa que seja o pensamento do site.
Material produzido pelo site é liberado para reprodução, desde que seja mantida a ética de citar a fonte.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Hot Sonakshi Sinha , Car Price in India