SIGA NOSSO BLOG NO TWITTER

CONTATO: narotadasnoticias@hotmail.com
SEJAM BEM VINDO....

sábado, 27 de janeiro de 2018

"É um ponto isolado", diz secretário sobre chacina

A cúpula da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), discute neste sábado (27), a maior chacina registrada na história do Ceará. O crime aconteceu durante a madrugada e oficialmente, deixou 14 óbitos. Entretanto, testemunhas afirmam que o número de mortos é maior. Algumas vítimas ainda estão internadas. Para o titular da pasta, trata-se de uma situação isolada, mas que terá todo suporte necessário às investigações. 

Apesar do crescente número de casos, o secretário de Segurança, André Costa, afirmou que não será necessário intervenção federal no Estado. Vanja Fontenele, procuradora-geral em exercício, confirmou que não será necessário pedir auxílio ao Governo Federal. "É um ponto isolado", explicou André. Ainda segundo o secretário, ações como esta acontecem em todo lugar e por isto, é importante manter o controle. 

Após o crime, representantes da pasta estão em reunião com Ministério Público do Ceará e Procuradoria Geral da Justiça para debater planos para a Segurança. 

Esta semana, o Conselho de Segurança Pública do Estado afirmou que o pedido de intervenção federal seria deixado em segundo plano para discutir outras alternativas para a violência. Porém, com o crime registrado na casa de forró, o presidente da entidade, Leandro Vasques, afirmou que o pedido deverá ser debatido novamente. "Individualmente, como presidente do Conselho, irei requerer oficialmente a participação da Ordem dos Advogados do Brasil no debate pra pedir intervenção federal. O cenário está insustentável e não temos que esperar outra chacina. Superamos todos os limites", disse. 

Segundo testemunhas, a chacina foi cometida por homens de uma facção criminosa. Eles invadiram a festa para matar membros de outra facção e atingiram pessoas inocentes. 

Em 2015, onze pessoas foram mortas no que ficou conhecido como "Chacina do Curió". Entre as vítimas, apenas duas tinham passagem pela Polícia, sendo uma por acidente a outra por não pagamento de pensão. Os eventos registrados em 11 de novembro aconteceram momentos após a morte do policial militar Valtemberg Chaves Serpa, ocorrida no bairro Lagoa Redonda. O crime até então, era considerado a maior chacina do Ceará e uma das maiores do país, ficando atrás de casos como a morte de 17 pessoas em Osasco, no mesmo ano. As mortes teriam sido cometidas por agentes de segurança. 

Fonte: Cnews
Reações:
Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Cometários publicados no site é de responsabilidade de quem comenta e não significa que seja o pensamento do site.
Material produzido pelo site é liberado para reprodução, desde que seja mantida a ética de citar a fonte.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Hot Sonakshi Sinha , Car Price in India