SIGA NOSSO BLOG NO TWITTER

CONTATO: narotadasnoticias@hotmail.com
SEJAM BEM VINDO....

quinta-feira, 26 de abril de 2018

Fortaleza e Brejo Santo entre cidades com mais indícios de fraude no Enem; MP pede investigação

1.225 provas do Exame Nacional do Ensino Médio(Enem) têm alta probabilidade de fraude, de acordo com análise estatística feita pelo jornal Folha de São Paulo. As provas possuem respostas tão semelhantes que, estatisticamente, é quase impossível não ter havido cola nos casos. No Ceará, as cidades de Fortaleza e Brejo Santo estão entre as cidades com mais alta possibilidade de fraude no exame em 2016. A Folha analisou 3 milhões de gabaritos das edições de 2011 a 2016.

O procurador da República Oscar Costa Filho, o Ministério Público Federal (MPF) no Ceará, pediu ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) a abertura de procedimentos administrativos para investigar o caso. O procurador deu prazo de 15 dias para que o instituto informe as providências adotadas relativas à instauração dos procedimentos administrativos. Oscar Costa Filho já entrou com ações questionando o Enem em vários anos anteriores.

A análise estatística da Folha considerou os gabaritos de apenas 10% com das maiores notas obtidas nos anos analisados, notas suficientes para entrar nos cursos mais concorridos no país. A porcentagem engloba 3 milhões de provas realizadas entre os anos 2011 e 2016. O método estatístico adotado aponta que para que dois gabaritos sejam tão semelhantes, apenas devido ao acaso, em uma edição do Enem, é preciso fazer a prova mil vezes. 

O levantamento onstatou a possibilidade de duas ou mais provas terem o mesmo padrão de questões certas e erradas. Os resultados mostrados identificaram além das duplas com provas suspeitas, esquemas mais organizados, com cerca de 67 pessoas com gabaritos praticamentes iguais. 

Na edição de 2016, ano com maior número de gabaritos duvidosos, 97, no total, a região com mais casos suspeitos foi o Nordeste brasileiro — assim como em 2014 e 2015. Os estados de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Piauí, Paraíba e Ceará têm provas com suspeitas de fraudes. De acordo com a análise dos gabaritos, até mesmo quando os alunos erram, as respostas erradas são as mesmas. 

Confira as cidades com mais alta possibilidade de fraude no Enem de 2016:

Rio de Janeiro (RJ): 12 casos suspeitos
Montes Claros (MG): 12
Picos (PI): 11
Teresina (PI): 9
Mossoró (RN): 8
Belém (PA): 8 
Fortaleza (CE): 7
Recife (PE): 6
São Paulo (SP): 6
Brejo Santo (CE): 6
Goiânia (GO): 6
João Pessoa (PB): 5

Perfil de gabaritos semelhantes 

Foi analisado que os alunos com rendimentos semelhantes acertam as mesmas questões, na maioria dos casos. Por outro lado, há poucas questões em que um candidato erra e o outro acerta. A maioria das questões erradas tem a mesma opção marcada; é baixíssima a parcela onde uma questão errada e ambos marcam alternativas diferentes. Ou seja, mesmo quando erram, os estudantes escolhem as mesmas alternativas. 

Outro ponto relevante do estudo é que as provas com gabaritos semelhantes são realizadas nas mesmas cidades ou em cidades próximas. No total 254 cidades registraram pelo menos um caso de alta probabilidade de fraude entre os anos de 2011 e 2016. Entre os 27 Estados, apenas Roraima não apareceu. 

Esquema

Uma das possibilidades é que os fraudadores tenham passado as informações pelo rádio ao dizer a primeira palavra da questão e a primeira palavra da alternativa correta. O metodologia complexa aconteceu nas 180 questões presentes no Exame. Coube ao prestador do exame procurar a questão com a palavra dita. 


O que diz o Inep

Em resposta a análise estatística realizada pela Folha, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais(Inep), órgão responsável pela realização do exame, afirmou trabalhar com a Polícia Federal para coibir fraudes e garantir a ‘isonomia entre os participantes’. O órgão destacou fazer levantamentos sobre fraudes e, quando encontradas, são repassadas à Polícia Federal. "Esses casos não feremcomprometem a lissura do exame", afirmou o órgão à Folha, confirme matéria publicada nesta segunda-feira, 23, 

Identificação de fraudes no Estado do Ceará em edições anteriores 

Em novembro de 2017, foram cumpridos 31 mandados de busca e apreensão e 31 de condução coercitiva na operação Passe fácil em 13 Estados. A operação teve o foco em uma quadrilha que passava as respostas do lado de fora dos locais de prova. 

No mesmo mês, cinco pessoas foram presas, em uma operação que realizou 28 mandados de busca e apreensão, e 11 de condução coercitiva. O esquema fraudava outras provas além do exame nacional. Além do Ceará, Paraíba e Piauí foram alcançados pelas ações. 

Em setembro de 2017, 13 pessoas foram culpadas por fraudes nas provas de 2015 e 2016. Candidatos do Pará, Amapá, Piauí e Maranhão foram alvos da operação. 

Fonte: Opovo Online
Reações:
Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Cometários publicados no site é de responsabilidade de quem comenta e não significa que seja o pensamento do site.
Material produzido pelo site é liberado para reprodução, desde que seja mantida a ética de citar a fonte.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Hot Sonakshi Sinha , Car Price in India