SIGA NOSSO BLOG NO TWITTER

CONTATO: narotadasnoticias@hotmail.com
SEJAM BEM VINDO....

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Ceará é o segundo em desertificação no Nordeste

O Ceará é o segundo Estado do Nordeste com maior índice de área em processo de desertificação. O mais degradado é o Rio Grande do Norte (12,87%), seguido do Ceará (11,45%) e em terceiro, a Paraíba com 8,12%. Atualmente, as regiões mais atingidas são os Inhamuns, Médio Jaguaribe e parte do Centro-Norte, onde está localizado o município de Irauçuba e seus circunvizinhos.

Os dados são da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), que tem em andamento pesquisas e projetos de recuperação do solo. “O Ceará é o mais susceptível a esse fenômeno, mas isso não significa que está mais degradado”, explica a pesquisadora da Funceme, Sônia Perdigão. A classificação segue convenção da Organização das Nações Unidas (ONU) e a vulnerabilidade decorre do clima Semiárido.

Avanço

As áreas degradas são analisadas e monitoradas por meio de imagem de satélite. Em 1992, o mapeamento feito pela Funceme mostrava que o Ceará apresentava uma taxa de 10,20% de seu território em processo de desertificação. Em 2016, 24 anos depois, houve um avanço de 1,25% e a taxa atual é de 11,45%. “Pode se achar que é pouco, mas não é”, pontua Sônia Perdigão.

No próximo domingo, 17, é celebrado o Dia Mundial de Combate à Desertificação. A data foi instituída pela ONU para reflexão sobre os efeitos negativos e para pensar alternativas de mitigação do fenômeno. É uma data especial para o meio ambiente, tendo em vista que mais de 15% do território brasileiro está suscetível à desertificação, incluindo 100% do Ceará, parte dos outros estados do Nordeste, o norte de Minas Gerais e do Espírito Santo.

Entre as novas ações visando ampliar e atualizar as atividades de mitigação e combate à desertificação, está o inédito levantamento de solos do Ceará, que vem sendo avaliado e validado pela equipe técnica da Funceme. O estudo, que abrange uma área de cerca de 92.600Km², cerca de 63% do Estado, está em andamento, e sua conclusão prevista para o início de 2019.

Ao longo dos últimos anos, a Funceme vem se destacando em pesquisa na área de recuperação dos solos, porém, o papel do ser humano é essencial para a redução dos efeitos negativos provocados pelo mau uso deste recurso. “No Ceará observamos que a utilização inadequada dos solos, contribuiu bastante para esse quadro atual”, observa Sônia Perdigão.

Bons resultados

Segundo a Convenção das Nações Unidas de Combate à Desertificação (UNCCD), a degradação das terras pode ocorrer tanto por alterações climáticas como pelas atividades humanas. “O Ceará apresenta mais de 11% de seu território com áreas degradadas em processo de desertificação”, pontuou a pesquisadora. “Isso é preocupante”. Sônia, entretanto, destacou os bons resultados obtidos em um projeto experimental em curso no Município de Jaguaribe.

Com expertise em pesquisas na área de solos e conhecimentos do território com utilização de geotecnologias, a Funceme realiza mapeamentos e diagnósticos do tema desertificação. Executou e, atualmente, monitora um projeto piloto de recuperação de área degradada, implementado na localidade do Brum, em Jaguaribe. A partir de técnicas de manejo e conservação do solo, uma área de cinco hectares vem ganhando nova vida com surgimento de espécies nativas da região.

“Conhecendo o solo, pode-se planejar a sua utilização de forma adequada, considerando suas potencialidades e limitações”, reforça Sonia Perdigão, que integra o grupo de pesquisadores do Núcleo de Recursos Hídricos e Meio Ambiente da Funceme. “Defendemos políticas públicas de apoio ao homem do campo, ações efetivas que podem reverter o quadro”.

Irauçuba é o primeiro município brasileiro a implantar um Plano Municipal de Combate à Desertificação, a partir de trabalho de conscientização dos moradores em áreas bastante degradadas, mas que passaram a receber medidas preservacionistas.

Em Jaguaribe, o projeto piloto da Funceme conta com o apoio dos moradores. “A falta de conhecimento é o principal entrave, e a cultura herdada dos antepassados faz com que manejos inadequados sejam ainda praticados, contribuindo para o avanço do fenômeno”, pontuou Sônia Perdigão. “O solo na área experimental estava muito desgastado, não nascia mais nada”, frisou a pesquisadora.

Após três anos com medidas simples de conservação, escavação de sulcos, colocação de matérias orgânicas (vegetação, estrume), barragens sucessivas de pedras e valas para retenção de água da chuva por mais tempo, já se observa o nascimento de espécies da Caatinga. “Estamos animados com o estudo, que pode ser replicado em outras áreas”, pontuou Sônia Perdigão.

Futuro

“Apesar dos esforços para a recuperação e preservação dos solos do Estado, é preciso que o homem, um dos grandes responsáveis pelo processo de desertificação, reavalie suas ações em relação ao manejo deste importante recurso natural”, frisou Sônia Perdigão. “A sociedade deve contribuir de forma mais eficaz para a construção de um futuro que garanta uma exploração mais racional e sustentável do território”.

Os pesquisadores do fenômeno de degradação do solo mostram a importância de se conhecer as suas características. O seu uso deve respeitar as suas limitações. “A tomada de consciência e a aplicação de manejo correto são caminhos para o combate à desertificação”, observa o agrônomo, da ONG Rio Jaguaribe, Paulo Maciel. “Práticas corretas evitam o avanço dos processos erosivos que culminam com a degradação do solo”.


Fonte: Diário do Nordeste

quinta-feira, 14 de junho de 2018

Segunda fase da operação Abelha Rainha afasta prefeita e gestores municipais de Jati

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), através da Procuradoria dos Crimes contra a Administração Pública (Procap), do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) e de Promotorias de Justiça das Comarcas de Jati, Juazeiro do Norte e Jaguaribe, realizou, nesta quinta-feira (14/06), a segunda fase da operação Abelha Rainha. Foram cumpridos quatro mandados judiciais que determinaram o afastamento da prefeita de Jati, Maria de Jesus Diniz Nogueira; do secretário de Finanças do Município, Antônio Nogueira Neto (que é marido de Maria de Jesus); e dos procuradores do Município, José Sérgio Dantas Lopes e Janaína Bandeira Pereira Lopes. Os quatro estão, ainda, proibidos de frequentar órgãos públicos municipais de Jati.

Houve também o sequestro de um imóvel de propriedade da prefeita de Jati localizado em Fortaleza e o cumprimento de oito mandados de busca e apreensão na residência e escritório dos procuradores do Município de Jati e em escritórios de empresas de consultoria e residências localizados em Jaguaribe e Fortaleza. Os mandados foram expedidos pela desembargadora Francisca Adelineide Viana e cumpridos com o apoio das Delegacias Regionais de Aracati e Juazeiro do Norte, Municipais de Beberibe, Iracema e Morada Nova, Metropolitana do Eusébio e da Delegacia dos Crimes contra a Administração e Finanças Públicas (DCCAFP), sob a coordenação do Departamento Técnico Operacional da Polícia Civil.

A operação Abelha Rainha investiga supostas irregularidades na desapropriação de dois imóveis pelo Poder Executivo de Jati. Neles, seriam construídos um estádio de futebol e uma academia de saúde. É investigada ainda a suspeita de enriquecimento ilícito e/ou locupletação de verbas públicas em razão dessa desapropriação e de contratos firmados com prestadores de serviço e fornecedores do Município.

A primeira fase da operação Abelha Rainha ocorreu em julho de 2017, quando foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas residências de Maria de Jesus Diniz Nogueira localizadas em Jati e em Fortaleza, no sítio dela, na Prefeitura Municipal de Jati e na casa do secretário de Educação do Município, Josival Nogueira Vidal, que é tio de Antônio Nogueira Neto, secretário de Finanças e marido da prefeita.

Ministério Público do Estado do Ceará

Professor Penafortense, morre em acidente de Carro na BR-116 na zona rural de Salgueiro-PE

O Farmacêutico e Professor Márcio Rômulo Ferreira Rocha 42 anos, natural de Penaforte, morreu na manhã desta quinta-feira (14) vitima de um grave acidente de transito na BR-116 na zona rural de Salgueiro-PE, segundo as informações preliminares o professor  guiava o veiculo Voyage de placas PDQ-0394 inscrição de Salgueiro-PE quando teria sobrado em uma curva conhecida como curva do "19", capotando o veiculo, vindo a óbito no local devido aos graves ferimentos.
A notícia do trágico acidente com o professor consternou os moradores de Penaforte, Jati e Salgueiro, cidades onde ele era conhecido e estimado.

Fiéis participam da procissão de encerramento da Festa de Santo Antônio em Barbalha

Encerrou-se nesta quarta-feira (13) os festejos religiosos a Santo Antônio na cidade de Barbalha. A tradicional festa iniciou-se no último dia 26 de maio com a Noite das Solteironas e com o carregamento do Pau da Bandeira no domingo, 27 de maio. De acordo com a paróquia da Igreja Matriz, mais de 30 comunidades da cidade participaram da procissão que iniciou as 16 horas.

O carro andor, com a imagem de Santo Antônio, enfeitou as ruas e avenidas da cidade durante cortejo até a Igreja Matriz. Diversos fiéis, inclusive cumprindo promessas, caminharam toda a procissão descalços, em devoção a graças alcançadas pelo santo. Todas as capelas dos distritos e bairros de Barbalha trouxeram seus santos padroeiros em andores, que guiaram a procissão, tendo Santo Antônio como o principal deles seguindo por último.

Vindo de Portugal, a tradicional festa em homenagem ao santo existe desde a época da colonização do Brasil e hoje está presente em mais 300 municípios e distritos pelo país, segundo dados da Conferência Nacional de Bispos do Brasil (CNBB) até 2017.

Santo Antônio

Padroeiro dos namorados, sua popularidade advém do fato de ele ser considerado pela tradição folclórica como santo casamenteiro. Santo Antonio é doutor da Igreja. Nasceu na cidade de Lisboa, Portugal, em 1195. Seu nome de batismo era Fernando de Bulhões. Frade franciscano, contemporâneo de São Francisco de Assis. Foi ordenado sacerdote em 1220. No mesmo ano ingressou na Ordem Franciscana, partindo logo depois para Marrocos.

Acometido por uma enfermidade durante a viagem viu frustrados os seus planos de missionário no meio dos não-crentes. Foi cozinheiro e levou vida completamente obscura. Percorreu a Europa combatendo os erros doutrinários de sua época. Em 1229 partiu para Pádua, para o convento de Arcella. Morreu em 13 de junho de 1231, aos 36 anos.

Fonte: Site Badalo

General defende novo modelo de treinamento para PM do Ceará

O pré-candidato ao Governo do Ceará, o General Theophilo (PSDB), criticou a abordagem que resultou na morte da estudante universitária Gisele Távora Araújo (42), no bairro Cidade dos Funcionários, em Fortaleza. Para o militar, a ação revela despreparo. A declaração foi feita durante uma entrevista ao Cidade 190, nesta quarta-feira (13). 

"Eu vejo isso com muita preocupação, por revelar o despreparo da Polícia Militar para diversas abordagens", comentou. O político defende um novo modelo de treinamento para os agentes de segurança, que priorize o adestramento de tiros. O general ainda disse que o aumento de crimes e a instalação de facções no Ceará é o resultado da ausência do Estado. "Se ele [Estado] não está presente com saúde, educação e segurança, o crime organizado domina", explicou. 

No programa, o militar defendeu a instalação de bloqueadores nos presídios. "Até hoje eles não foram colocados", lamentou. 

Fonte: Cnews

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Copa 2018: Moradores pintam rua com cores da Argentina como forma de protesto

Como forma de protesto pela situação do país envolvendo corrupção, moradores de Teresina resolveram decorar a Rua para Copa do Mundo com as cores da Argentina. O caso aconteceu no bairro Real Copagre, na zona Norte de Teresina.

O tradicional verde e amarelo foi substituído pelo azul e branco da Argentina, eterna rival do Brasil dentro e fora do mundial de futebol. A gente estava querendo fazer um protesto por conta das coisas ruins que estão acontecendo no país. Falei com a comunidade e nós resolvemos torcer pela Argentina”, disse Raimundo, um dos responsáveis pelo ato.

Raimundo conta que dos 13 moradores da rua, apenas um se recusou. “Só uma pessoa não aceitou, pois ela disse que, mesmo com o que está acontecendo, seu coração fala mais alto pelo Brasil. Os outros estão viajando e não conseguimos autorização”, finalizou.

O investimento custou pouco mais de R$ 300,00 e valeu muito segundo o idealizador. A rua logo ficou famosa e já está ganhando as redes sociais. Fotos foram postadas no Facebook estão viralizando nos grupos de whatsapp e Twitter.

Fonte: Opovo Online

Brejo Santo. Ministério Público Eleitoral recomenda que Prefeitura não distribua doações da ExpoBrejo durante período vedado

O Ministério Público Eleitoral, por meio do promotor de Justiça da 70ª Zona Eleitoral Muriel Vasconcelos, expediu uma recomendação à Prefeitura de Brejo Santo para que se abstenha de distribuir os alimentos arrecadados durante a ExpoBrejo 2018, evento que acontecerá naquele município no mês de agosto.

Segundo o membro do MP Eleitoral, a lei 9.504/97 é proibido realizar a distribuição de bens, valores e benefício durante ano de eleições, começando a valer desde 1º de janeiro. Logo, caso haja arrecadação de alimentos, eles só poderão ser distribuídos a partir de janeiro de 2019 e a população deverá ser alertada para a data de vencimento de cada produto.

Logo após o evento, o Ministério Público deverá ser informado da quantidade de produtos doados, o local de armazenamento e a pessoa responsável por resguardá-los. Caso a recomendação não seja seguida, o MP Eleitoral poderá ingressar com representação contra os responsáveis por praticar a conduta vedada, que poderá figurar como ato de improbidade administrativa, sujeitando o agente público à inelegibilidade (Lei da Ficha Limpa).

Fonte: Caririceara.com

terça-feira, 12 de junho de 2018

A cada 6 horas uma pessoa morre vítima de acidente de moto em Pernambuco, aponta levantamento

A Câmara Municipal do Recife recebeu na manhã desta terça-feira (12) uma audiência pública proposta pelo vereador Rodrigo Coutinho (SD). O momento teve como objetivo chamar atenção da sociedade para os dados alarmantes relacionados a acidentes envolvendo motocicletas em Pernambuco. O levantamento é do Comitê Estadual de Prevenção aos Acidentes de Moto (Cepam).

“Recife precisa encarar esse problema de frente, como uma questão de saúde pública, não só de trânsito, envolvendo educação e conscientização. É preciso reduzir esse número de acidentes para que os hospitais possam se voltar a outros problemas, não tão evitáveis”, argumenta Coutinho.

De acordo com a Seguradora Líder, com dados do DPVAT, Recife passou a ocupar a oitava colocação entre os municípios de todo o país no que se refere a indenizações por invalidez ou mortes. Além disso, 11% de todos os atendimentos realizados na maior emergência da capital pernambucana, o Hospital da Restauração, acabam com a vítima perdendo o pé por amputação ou mesmo o movimento das pernas. Foram mais de 31 mil casos em 2017, o que representou R$ 1,1 bilhão em gastos públicos com saúde. Desse montante, 25% dos condutores não usavam capacete e 55% sequer possuíam habilitação.

“Se temos a maior emergência pública do estado com metade dos leitos ocupados por acidentes de motos, temos uma epidemia. Se você está gastando R$ 1,1 bilhão, como Pernambuco está gastando, com uma patologia evitável, não há sistema de saúde ou previdência que suporte”, defende o médico cirurgião do comitê, Hélio Calábria. 

Outro dado levantado é que 42% das ocorrências com motocicletas são concentradas nos finais de semana. Entre a tarde e a noite do domingo, por exemplo, a probabilidade de acidentes chega a ser seis vezes superior a média dos registros. Isso ocorre por boa parte dos casos estarem relacionados com o consumo de álcool ou outros entorpecentes. 

Para a presidente da CTTU, Taciana Ferreira, o problema é delicado, mas exige mais do que apenas a fiscalização que muito se cobra da autarquia. “Não se pode ter uma ação, mas um conjunto de ações, em que se destaca a educação. E esse esforço vem sendo feito, junto à fiscalização. Tanto que os acidentes com motos já chegaram a ser 70% do total e hoje é de 31%”, afirmou.

Fonte: Diário de Pernambuco

5ª Missa do Vaqueiro, em homenagem ao vaqueiro (Cição) foi realizada em Penaforte

O segundo domingo de junho em Penaforte já é tradição a "Missa do Vaqueiro" de Penaforte, que tem como homenageado o vaqueiro Cicero Andrade Taveira (Cição), o evento cultural  é realizado anualmente e assim como em anos anteriores, os vaqueiros saíram da fazenda São Sebastião no sitio Montevidéu na manhã do último domingo (10) e percorreram as principais ruas de Penaforte, aos versos, toadas e aboios seguindo para a fazenda Massapê. Ao final da cavalgada foi  servido almoço aos vaqueiros, após almoçarem os vaqueiros se dirigiram para a mata para a tradicional “pega do boi”. A premiação desse ano teve 06 novilhas no valor de R$ 350,00 cada.
Durante todo o evento os aboiadores Cicero Mendes e Chico Justino emocionaram os vaqueiros e também o publico com os versos e toadas em homenagem ao vaqueiro.

O evento teve o encerramento com a Santa Missa, ponto mais alto do evento,  presidida pelo padre José Lourival Taveira. Administrador Paroquial da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro em Salgueiro-PE. Em nome da família, o Sr. Chico Miguel pai do vaqueiro (Cição) agradeceu a todos que participam e ajudam na realização da missa do vaqueiro.
Autoridades locais e regional participam da "Missa do vaqueiro"
A "Missa do Vaqueiro" em Penaforte tem crescido a cada ano, na participação dos vaqueiros e também da participação popular.

 Em conversa com o  prefeito Francisco Agábio, ele nos falou da importância do evento cultural para o município. "Esse evento só vem a engrandecer a nossa cultura, sabemos que faz parte do calendário cultural do município, esse ano o governo municipal deu apoio total a "Missa do Vaqueiro" e no próximo ano vamos atrás de mais apoio para que possamos realizar um evento maior e com mais investimentos".










sexta-feira, 8 de junho de 2018

Estudante de 16 anos morre após sofrer descarga elétrica em celular carregando em escola em Tianguá

Um estudante de 16 anos morreu após receber uma descarga elétrica ao atender o próprio celular nesta quinta-feira (7) na cidade de Tianguá, interior do Ceará. O jovem estava carregando o aparelho telefônico, quando pegou o objeto e foi eletrocutado.

Uma amiga do estudante, que preferiu não se identificar, contou ao G1 que ele estava assistindo a uma aula de informática no colégio onde estudava. O celular estava carregando em um dos computadores no momento do choque elétrico.

Iago Bastos Mendes recebeu a descarga elétrica e ficou desacordado. O jovem chegou a ser socorrido ao Hospital e Maternidade Madalena Nunes, em Tianguá, mas não resistiu.

A Delegacia de Tianguá informou que o corpo do estudante foi conduzido para a Coordenadoria de Medicina Legal (Comel) de Sobral. O laudo com as causas da morte ainda não foi divulgado, segundo a polícia.

Amigos lamentam
Amigos e familiares de Iago Bastos lamentaram o ocorrido. "Era muito jovem, alegre. Uma tristeza pra todo mundo", disse uma amiga do estudante.

O Colégio Santa Maria, onde Iago estudava, emitiu uma nota de pesar lamentando ocorrido. O jovem estava na escola desde a infância e, atualmente, cursava o 2º ano do Ensino Médio.

"O Colégio Santa Maria, por meio da direção, professores, funcionários, colegas e comunidade, une-se à família de Iago, lamentando profundamente esta fatalidade, e pede a Deus, confiando em Sua infita misericórdia, para que Ele nos conceda sabedoria, força e discernimento nesta hora tão difícil", comunicou, em nota, a instituição de ensino.

O velório do estudante ocorre na manhã desta sexta-feira (8), em Tianguá. O enterro deve ocorrer na cidade no período da tarde, conforme uma amiga da família.

Fonte: G1 CE

ICMS sobre combustíveis rende ao Ceará R$ 1,1 bilhão; mais do que arrecadação sobre indústria

O preço pago por 1 litro de gasolina no Ceará tem revoltado motoristas: R$ 4,79. “Infelizmente, a gente é obrigado a pagar por esses impostos”, comenta John Damasceno.

Entre os motivos para preço elevado é a alta carga tributária. No Ceará, só a alíquota de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre a gasolina é de 27% + 2% que vão para o Fundo Estadual de Combate à Pobreza. De R$ 100 pagos para abastecer com gasolina, R$ 29 são arrecadados pelo Estado.

O impacto da cobrança é sentido por todos, até mesmo por quem não tem veículo. O preço dos alimentos, por exemplo, tem relação direta com os combustíveis, já que – para sair do produtor e chegar ate o supermercado – é preciso transporte terrestre. Gasolina alta significa comida mais cara.

Segundo o Portal da Transparência, somente esse ano, o Governo do Ceará já arrecadou mais de R$ 1,1 bilhão com ICMS sobre combustíveis. É mais do que a arrecadação sobre setores fortes da economia, como a indústria e o comércio varejista. Em 2018, a arrecadação do ICMS sobre combustíveis ultrapassou R$ 2,5 bilhões.

O advogado tributarista Alexandre Goiana explica que quem define o percentual da alíquota é o Estado e não há ainda nenhuma lei que determine um teto para que o imposto não pese tanto no bolso do consumidor. 
Toda a arrecadação do ICMS vai para o cofre do estado. Um percentual de 25% vai para os municípios, a chamada cota-parte. Segundo o economista Henrique Marinho, com uma fonte de receita tão rentável, fica difícil o governo querer baixar o valor da alíquota sem desequilibrar as contas públicas.

ICMS no Ceará em 2018
Combustíveis – R$ 1.100.282.034,75
Indústria – R$ 885.594.189,43
Comércio Varejista – R$ 633.004.714,62
Combustíveis (em 2017) – R$ 2.551.451.997,39

Em nota, a Secretaria da Fazenda afirma que o Ceará tem o quarto menor preço médio ao consumidor final no óleo diesel. Sobre a gasolina, a Sefaz aponta que outros estados do Nordeste têm alíquotas mais elevadas, como Piauí, na ordem de 31%. A nota afirma ainda que esse cenário traduz o que chamou de projeto político e social focado na redução de desigualdades.

Fonte: Tribuna do Ceará

No Ceará, criança de seis anos é estuprada dentro de escola por funcionários, denunciam pais

Dois homens foram presos entre a terça (5) e a quarta-feira (6) suspeitos de violentar sexualmente de uma criança de seis anos dentro da escola onde estudava. O caso aconteceu no município de Itapajé, no norte do Ceará.

O menino foi vítima dos suspeitos por quatro vezes. A descoberta do crime aconteceu no dia 29 de maio. Segundo a mãe da criança, que não será identificada, o menino chegou da escola reclamando de fortes dores, sem dizer o que tinha acontecido. Ele dormiu durante toda a tarde, algo que não era habituado a fazer. Depois de acordar, eles foram ao supermercado, com o menino ainda sentindo dores.

"Eu perguntava se ele tinha certeza que nada tinha acontecido, e ele sempre respondendo que não. Quando foi mais tarde, a minha outra filha já dormindo, eu disse para ele: 'a sua mãe é sua amiga, a mamãe sempre vai te proteger, você pode confiar na mamãe'. Aí ele me abraçou nesse momento e começou a chorar. Eu disse que ele não precisava voltar pra escolar se fosse o caso, aí ele começou a me relatar o que aconteceu, que o tio do colégio tinha feito uma coisa errada com ele", relata a mãe.

A mãe acionou o conselho tutelar, que colheu o depoimento da criança. Só então, a mãe descobriu que dois homens haviam cometido o crime. "Ele relatou que foram quatro vezes, no início da aula, na hora do recreio e uma vez no fim da aula. Ele gritava, pedia socorro, mas os homens falavam que se ele gritasse iriam matá-lo, que tinham a placa do meu carro, iam me sequestrar e colocar veneno em mim", conta a mãe sobre as ameaças dos suspeitos ao filho.

Impactos
A própria criança reconheceu os agressores por meio de fotos. O garoto passou três dias internado fazendo diversos exames médicos e tomando medicamentos, inclusive para prevenir possíveis infecções sexualmente transmissíveis.

"Ele disse que não podia fechar os olhos porque tinha pesadelo. Ele está na base de calmante e não quer dormir, começa a me chutar, está mais agitado e ele não é desse tipo. A minha outra filha não quer ir para a escola. Ela chora muito, não quer ver ninguém, está com muita dor pelo irmão. As nossas vidas foram destruídas, tudo o que sonhamos em construir aqui em Itapajé foi embora", diz a mãe. A família mora na cidade há um ano.

Suspeitos
Além desse caso é possível que a dupla de suspeitos tenha abusado sexualmente de outras crianças na escola. De acordo com Jarbas Alves, advogado da família do garoto, a polícia tenta identificar outras possíveis vítimas.

"É um crime hediondo porque a vítima é uma criança. Nesse tipo de crime, a regra é dura: não cabe fiança e nem tem liberdade provisória. Pela lei, eles vão ficar aguardando presos até o julgamento", explica.

Ainda segundo o advogado, a escola também pode ser responsabilizada pelo crime, ainda que seja por omissão. "É um espaço que tem que dar atenção, proteção e segurança às crianças. E foram empregados desse estabelecimento educacional".

Fonte: G1 CE

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Hot Sonakshi Sinha , Car Price in India